Maglev: diferenças entre revisões

1 715 bytes removidos ,  01h44min de 22 de agosto de 2014
Desfeita a edição 39880125 de 191.185.121.243 Não citou a fonte da informação.
(Desfeita a edição 39880125 de 191.185.121.243 Não citou a fonte da informação.)
 
O custo de implantação do [[Maglev Cobra]] é significativamente menor do que o do metrô, chegando a custar apenas um terço deste. Sua velocidade normal de operação ocorrerá dentro de uma faixa de 70 a 100km/h, compatível à do metrô e ideal para o transporte público urbano.
 
O MAGLEV Cobra usa supercondutores de alta temperatura (resfriados à somente -196 graus centígrados), que na proximidade de superimans de Neodimio-Ferro, apresentam um efeito de repulsão parcial. Os Imas estão sobre a estrutura de suporte (2 faixas) e os supercondutores, dentro dos pequenos vagões sobre estas faixas imantadas (6 para cada pequeno vagão), e são resfriados alí por nitrogênio liquido (azoto). Ocorre o fenômeno de repulsão parcial, onde os supercondutores resfriados são mantido afastados das trilhas magnéticas por aproximadamente 10 mm, mas impedidas de afastamentos maiores ou laterais (como se estivessem em um envelope tubular sobre as trilhas magnéticas). Um motor linear ocupando o centro do espaço entre as trilhas, parte na estrutura suporte e parte no vagão, arrasta o vagão (que é articulado a outros como uma cobra), deslocando-se assim a composição flexível, tanto em curvas horizontais como em sentido vertical, suportando inclinações verticais de até 15% e horizontais em curvas de 30 metros de raio. O nitrogênio líquido é muito barato e será recarregado uma vez ao dia. A composição é silenciosa nestas velocidades, sem atrito e com pouco peso, por não possuir estruturas de rodado. A manutenção, esperasse ser bem menor e pesa, com toda a carga (composição e passageiros), pouco mais de metade de um Metrô. Deve ser inaugurada uma linha operacional de testes agora em início de Outubro de 2014, servindo duas pequenas estações dentro da Universidade Federal do Rio De Janeiro, separadas por 220 metros, com todos os parâmetros a serem testados em uso. Ao mesmo tempo estará sendo realizado um Simpósio Internacional de MAGLEVS na UFRJ.
 
==Levitação magnética supercondutora==