José de Paiva Netto: diferenças entre revisões

97 bytes adicionados ,  25 de agosto de 2014
As denúncias começaram depois que a [[LBV]] dirigida por Paiva Netto recebeu a concessão de um canal de TV em São Paulo pretendido pelas [[Organizações Globo]]<ref>http://www.fazendomedia.com/globo40/romero22.htm</ref> .
 
Após as denúncias, o Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) havia decidido cassar o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS), porém, por unanimidade, reconsiderou sua decisão. A LBV possui o certificado de filantropia e o título de utilidade pública, o que reforça seu trabalho filantrópico e leva a crer que nada teve com as supostas denúncias. Atualmente o processo se reverteu através de uma jogada jurídica, conseguiu que fossem anuladas todas as provas<strong> </strong>e a acusadora responde judicialmente por ter acusado sem provas a LBV.
 
{{Referências}}
Utilizador anónimo