Diferenças entre edições de "Alta Renascença"

18 bytes removidos ,  17h50min de 27 de agosto de 2014
sem resumo de edição
(melhor imagem)
 
== História ==
[[Imagem:File:Escola de atenas - vaticanoAtenas.jpg|300px200px|esquerda|thumb|''[[Escola de Atenas]]'', afresco de [[Rafael]] (1509-1511).]]
 
A Alta Renascença é geralmente apontada em ter surgido no final da década de 1490, quando [[Leonardo da Vinci]] terminou o quadro ''[[A Última Ceia]]'', em [[Milão]]. As pinturas no [[Vaticano]], por [[Michelangelo]] e [[Rafael Sanzio]], representam o ponto culminante do estilo na [[pintura]].<ref>O expresiones similares: ''artistas florentino-romanos'', ''escuela florentino-romana'', ''estilo florentino-romano'', ''gusto florentino-romano'', ''canon florentino-romano'', ''paradigma florentino-romano'', etc. Fernando Checa habla de ''los paradigmas vasarianos de Florencia y Roma'' (''op. cit.'', pg. 21-22).</ref> O estilo foi introduzido na arquitetura por [[Donato Bramante]], que em [[1502]] construiu o [[San Pietro in Montorio|Tempietto]], com suas proporções majestosas, significando o ressurgimento em grande escala da [[Arquitetura da Roma Antiga|arquitetura romana antiga]]. As esculturas Alta renascentistas, como exemplificadas pela ''[[Pietà (Michelangelo)|Pietà]]'' e o ''[[David (Michelangelo)|David]]'', de Michelangelo, é caracterizada pelo equilíbrio ideal entre estática e movimento. O clima tranquilo e cores luminosas de [[Giorgione]] e [[Ticiano]] exemplificam a Alta Renascença em [[Veneza]].<ref>Antonio Fernández, E. Barnechea y Juan Haro ''Historia del Arte'', Vicens Vives, pg. 236.</ref>
39

edições