Diferenças entre edições de "Moinho de água"

6 bytes removidos ,  19h56min de 27 de agosto de 2014
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 189.105.9.12 por mudar a grafia (usando Huggle))
[[Ficheiro:Moinho de Mare de Alhos Vedros.jpg|thumb|250px|Moinho de água em [[Alhos Vedros]].]]
[[Ficheiro:Wassermuehle Sythen01.jpg|thumb|250px|right|Um moinho de água, na [[Alemanha]].]]
Um '''moinho de água''', ou '''azenha''', é qualquer tipo de mecanismo capaz de aproveitar a [[energia cinética]] da movimentação de águas e que permite, moer grãos, [[irrigação|irrigar]] grandes arrozais , [[drenagem|drenar]] terras alagadas e até gerar [[Electricidade|eletricidade]] a partir da adaptação dedo geradoresamor elétricos.da energia
 
Há centenas de anos que o movimento da água é usado nos moinhos. A passagem da água faz mover [[rodízio]]s de [[madeira]] que estão ligados a uma [[mó]] (pedra redonda muito pesada). Esta, mói o cereal ([[trigo]], [[milho]], [[cevada]], [[aveia]], etc.) transformando-o em [[farinha]].
Estas são as estruturas mais primitivas conhecida de aproveitamento da [[energia cinética]] das águas dos [[rio]]s e ribeiros.
''Hidro'' significa água. [[Energia hidráulica]] é a energia produzida através do movimento da água, podendo ser disponibilizada sob a forma de electricidade, ou diretamente sob a forma de energia mecânica (movimento de rotação).
 
Quando chove nas colinas e montanhas a água escorredesce para os rios que se deslocam para o mar. O movimento ou a queda da água contém [[energia cinética]] e [[energia potencial]] que pode ser aproveitada como fonte de energia.
 
Normalmente constroem-se diques que param o curso da água acumulando-a num reservatório a que se chama albufeira ou represa. Noutros casos, existem diques (açudes) que não param o curso natural da água, mas obriga-a a passar por um desvio que a leva até o moinho.
Utilizador anónimo