Diferenças entre edições de "Coca-Cola"

90 bytes removidos ,  15h48min de 11 de setembro de 2014
m
Foram revertidas as edições de 187.62.2.169 para a última revisão de Chronus, de 02h52min de 10 de setembro de 2014 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 187.62.2.169 para a última revisão de Chronus, de 02h52min de 10 de setembro de 2014 (UTC))
 
=== Efeitos na saúde ===
Estudos indicam que o alto consumo de coca cola faz bem a saude e aumanta tempo de vida.
 
Estudos indicam que "refrigerantes e bebidas açucaradas são a principal fonte de calorias na dieta americana",<ref>{{cite web|url=http://www.sciencedaily.com/releases/2005/05/050527111920.htm |title=Preliminary Data Suggest That Soda And Sweet Drinks Are The Main Source Of Calories In American Diet |publisher=Sciencedaily.com |date=27 de maio de 2005 |accessdate=2 de julho de 2011}}</ref> o que faz a maioria dos nutricionistas recomendarem que a Coca-Cola e outros refrigerantes podem ser prejudiciais se consumidos em excesso, particularmente para crianças pequenas, cujo consumo de refrigerantes atrapalha, ao invés de complementar, uma dieta equilibrada. Estudos têm mostrado que os consumidores regulares de refrigerantes possuem um menor consumo de [[cálcio]], [[magnésio]], [[ácido ascórbico]], [[riboflavina]] e [[vitamina A]].<ref>Jacobson, Michael F. (2005). "[http://www.cspinet.org/new/pdf/liquid_candy_final_w_new_supplement.pdf Liquid Candy: How Soft Drinks are Harming Americans' Health]", pp. 5–6. Center for Science in the Public Interest. Acessado em 13 de outubro de 2010.</ref> A bebida também tem despertado crítica por utilizar [[cafeína]], o que pode provocar [[dependência física]].<ref>Center for Science in the Public Interest (1997). "[http://www.cspinet.org/new/caffeine.htm Label Caffeine Content of Foods, Scientists Tell FDA]." Retrieved June 10, 2005. {{WebCite|url=http://www.webcitation.org/5QDi7NDXG|date =10 de julho de 2007}}</ref> Além disso, foi demonstrada uma ligação foi entre a ingestão regular de [[bebida de cola]] a longo prazo e de [[osteoporose]] em mulheres mais velhas (mas não em homens).<ref>{{cite journal| author = Tucker KL, Morita K, Qiao N, Hannan MT, Cupples LA, and Kiel DP| title=Colas, but not other carbonated beverages, are associated with low bone mineral density in older women: The Framingham Osteoporosis Study| journal=American Journal of Clinical Nutrition| volume=84| pages=336–342| url=http://www.ajcn.org/cgi/reprint/84/4/936| format=PDF| accessdate=21 de abril de 2008| issue = 4| date = 1 d eoutubro de 2006| pmid = 17023723 }}</ref> Isto ocorre provavelmente devido à presença de [[ácido fosfórico]] nesse tipo de bebida e o risco foi considerado mesmo para as colas com cafeína e descafeinadas, bem como o mesmo para as colas ''diets'' e açucaradas.