Diferenças entre edições de "Fontanário"

1 byte removido ,  02h08min de 5 de outubro de 2014
sem resumo de edição
Nas terras altas da [[Mesopotâmia]], os assírios e os persas projectavam jardins rectangulares rodeados por muros e irrigados por lagos e canais que usufruíam da sombra de vastas extensões de árvores. Estes jardins simbolizavam o paraíso e inspiravam os motivos representados nos tapetes persa, motivos esses que chegaram até aos dias de hoje.
 
As casas romanas, semelhantes às gregas, incluíam um jardim rodeado de colunas, tal como se encontra descrito nas pinturas murais em Pompeia e tal como foram descritos por [[Plineu]] no Elder. Os vastos terrenos da vila do imperados [[Adriano]], perto do [[Tivoli]] (século II a.c.), revelavam magníficas paisagens, assim como o povo romano usufruía dos jardins que integravam os banhos públicos. Em [[Portugal]] a [[Fonte do Ídolo]] é um santuário da época romana de [[Bracara Augusta]] dedicado à divindade fluvial [[TongoenabiagusTongoenabiago]].
 
== Mundo oriental ==