Abrir menu principal

Alterações

23 bytes removidos ,  23h04min de 7 de outubro de 2014
 
Lactâncio teve uma bem sucedida carreira pública, de início. A pedido do [[imperador romano|imperador]] [[Diocleciano]], ele se tornou professor oficial de [[retórica]] em ''[[Nicomédia]]'' (atual [[İzmit]]), para onde ele viajou da África, viagem que foi por ele descrita no seu poema ''Hodoeporium''. Lá, uma vez no círculo imperial, ele se aproximou do administrador e [[polêmica|polemista]] [[Sossianus Hierocles]] e do filósofo pagão [[Porfírio]]. Ali também ele teria encontrado pela primeira vez Constantino e [[Galério]], a quem ele trata como um vilão durante a [[Perseguição de Diocleciano]]<ref>{{citar livro|autor = Paul Stephenson| título = Constantine, Roman Emperor, Christian Victor| ano = 2010|páginas = 104| língua = inglês}}.</ref>.
Tendo se convertido ao cristianismo, ele teria sido demitido de suas funções depois da publicação do primeiro édito de Diocleciano contra os cristãos ([[24 de fevereiro]] de [[303]])<ref>{{citar livro|autor = Paul Stephenson| título = Constantine, Roman Emperor, Christian Victor| ano = 2010|páginas = 106| língua = inglês}}.</ref> e como retórico de latim, ele viveu na pobreza, de acordo com [[Jerônimo de Estridão|Jerônimo]]<ref name = JER>{{ws|"[[s:en:De Viris Illustribus#Chapter 80 (Firmianus the rhetorician, surnamed Lactantius)|De Viris Illustribus - Firmianus the rhetorician, surnamed Lactantius]]", em inglês}}</ref>, ganhando a vida através da escrita, até que [[Constantino I]] se tornou seu protetor. O novo imperador nomeou o já idoso Lactâncio mestre (311-313) e essa amizade com Constantino, além de tirá-lo da pobreza, tornou-o preceptor de latim do filho do imperador, [[Flavius Julius Crispus|Crispo]], a quem Lactâncio provavelmente seguiu para [[Augusta dos Tréveros]] (atual [[Tréveris]], na [[Alemanha]]) em [[317]], quando Crispo se tornou [[Caesar (título)|césar]] (co-imperador - veja [[Tetrarquia]]) e foi enviado para lá. Crispo foi executado ali em 326<ref name = JER/>, embora não saibamos nem quando e nem como Lactâncio morreu<ref>{{citar web|url = http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/Lactanci.html| título = Biografia de Lactâncio| publicado =| língua = português| acessodata = 16/10/2010}}</ref>
 
==Obras==