Diferenças entre edições de "Ar comprimido"

4 bytes adicionados ,  21h29min de 11 de outubro de 2014
m (Reversão de uma ou mais edições de 201.55.102.18 para a versão 40116422 de Marcos Elias de Oliveira Júnior, com Reversão e avisos.)
No [[Velho Testamento]], são encontradas referências ao emprego do ar comprimido: na [[fundição]] de [[prata]], [[ferro]], [[chumbo]] e [[estanho]]. A história demonstra que há mais de 2.000 anos os técnicos construíam [[máquina]]s pneumáticas, produzindo [[energia]] [[pneumática]] por meio de um [[pistão]]. Como instrumento de trabalho utilizavam um [[cilindro]] de [[madeira]] dotado de [[êmbolo]].
O ar pode ser comprimido através de bombas, compressores e outros aparelhos, para várias finalidades. O uso mais comum é encontrado nos pneus. No posto de gasolina ou no borracheiro, uma bomba elétrica chamada compressor enche um bujão de ar que solta o ar comprimido para dentro do pneu. Depois de um tempo, o compressor volta a carregar o bujão de ar. O ar comprimido serve para manter um carro em movimento. Faz com que o pneu absorva os buracos e segure o carro nas curvas, mantendo a maciez do veículo e o conforto dos passageiros. O ar comprimido também pode ser usado para pistolas de pintura, enchimento de balões, pulverização de agrotóxicos, clínicas odontológicas e para carga de dispositivo bélicos como [[espingarda de pressão]] e [[airsoft]].
 
O ar comprimido é uma importante forma de energia, que em diversas atividades produtivas complementa ou substitui com vantagens a energia elétrica.
Utilizador anónimo