Diferenças entre edições de "Extorsão mediante sequestro"

236 bytes removidos ,  13h31min de 13 de outubro de 2014
m
Foram revertidas as edições de 177.140.212.84 para a última revisão de Rachmaninoff, de 17h07min de 30 de março de 2012 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 177.140.212.84 para a última revisão de Rachmaninoff, de 17h07min de 30 de março de 2012 (UTC))
# Se o crime é cometido por quadrilha ou bando e um co-autor denunciá-lo à autoridade, facilitando a libertação do sequestrado, terá sua pena reduzida de 1/3 a 2/3.
 
Com a introdução da [[Lei de Crimes Hediondos]] (lei 8.072 de [[25 de Julho]] de [[1990]]) no [[ordenamento jurídico]] brasileiro, o [[crime]] de extorsão mediante sequestro passou a ser considerado [[crime hediondo]], o que torna-o insuscetível de [[anistia]], graça e indulto, ou ainda de fiança( ou liberdade provisória - ''segundo entendimento recente do STF é possível sim ser concedida a liberdade provisória aos crimes hediondos''), e sujeita seus praticantes ao cumprimento da pena integralmente em regime fechado, ou seja, não terão direito à chamada [[liberdade condicional]] (''segundo entendimento recente do STF é possível sim ser concedida a liberdade condicional aos crimes hediondos'').
 
== {{Ligações externas}} ==