Yolande de Polastron, Duquesa de Polignac: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
{{sem-fontes|data=Julho de 2010}}
{{Info/Biografia
[[Ficheiro:Gabrielle de Polastron.jpg|thumb|Madame de Polignac]]
|bgcolour =
|nome = Yolande de Polastron
|imagem = Gabrielle de Polastron.jpg
|imagem_tamanho =
|imagem_legenda = Retrato da Duquesa de Polignac por [[Élisabeth Vigée Le Brun]]
|nome_completo = Yolande Martine Gabrielle de Polastron
|nascimento_data = {{nascimento|8|9|1749}}
|nascimento_local = [[Paris]]
|morte_data = {{morte|9|12|1793|8|9|1749}}
|morte_local = [[Viena]]
|nacionalidade = {{FRA}}
|ocupação = Governante dos Filhos de França
|nome_mãe = Jeanne Charlotte Hérault
|nome_pai = Jean François Gabriel, conde de Polastron
|cônjuge = [[Jules de Polignac (1746-1817)|Jules, 1.° duque de Polignac]]
|filhos = Aglaé de Polignac<br /> Armand de Polignac <br /> [[Jules Auguste Armand Marie]] <br /> Camille de Polignac
|religião = [[Cristianismo]]
}}
 
'''Yolande Martine Gabrielle de Polastron''', ou ''Madame de Polignac'', ([[Paris]], [[8 de setembro]] de [[1749]] - [[Viena]], [[9 de dezembro]] de [[1793]]) condessa e duquesa de Polignac, foi amiga e companheira da Rainha da [[França]], [[Maria Antonieta]].
 
Originária de uma família nobre mas sem grandes recursos financeiros, cresceu em Languedoc, junto da tia que eventualmente a pôs num convento exclusivo à aristocracia. Aos dezoito anos, casa com o conde Jules de Polignac, um jovem capitão do exército. Juntos, teriam quatro filhos: Aglaé de Polignac, duquesa de Guiche e de Gramont ([[7 de Maio]] de [[1768]], [[Versalhes]]-[[30 de Março]] de [[1803]], [[Edimburgo]]); Armand Jules de Polignac, duque de Polignac ([[17 de Janeiro]] de [[1771]], [[Versalhes]]-[[30 de Março]] de [[1847]], [[São Petersburgo]]); [[Jules Auguste Armand Marie|Jules Auguste de Polignac]], príncipe de Polignac([[10 de Novembro]] de [[1780]], [[Versalhes]]-[[30 de Março]] de [[1847]], Saint Germain); Camille Henri Melchior, conde de Polignac ([[27 de Dezembro]] de [[1781]], [[Versalhes]]-[[2 de Fevereiro]] de [[1855]]).
 
Gabrielle foi apresentada à Rainha Maria Antonieta em 1775, durante um baile dado em casa da irmã do seu marido, Madame Diane de Polignac. A Rainha, encantada com o maravilhoso recital da condessa de Polignac, considera-a, de imediato, sua amiga. Uma vez que os Polignac não possuíam meios económicos a fim de pagar a extravagante vida em Versalhes, Maria Antonieta conceder-lhes-á inúmeras pensões, cargos, títulos e favoritismos: oferece 800 mil libras como dote à filha de Gabrielle; em 1780 os condes de Polignac passam a ser duques de Polignac; em 1782 Gabrielle ocupa o lugar vago de Madame Guéménée como Governante dos Filhos de França; em 1786 o agora duque Jules de Polignac, Escudeiro da Casa da Rainha, receberá o cargo de Marechal de França, o cargo militar mais elevado. Também o dito amante de Gabrielle, o conde Vaudreuil, viria a beneficiar enormemente com a amizade entre a Rainha e a duquesa.
 
{{esboço-biografia}}
 
{{Começa caixa}}
{{Caixa de sucessão |
| título = Governante dos Filhos de França
| anos = [[1782]] — [[1789]]
| antes = [[Victoire de Rohan| Madame Guéménée]]
| depois = [[Louise-Élisabeth de Croÿ de Tourzel|Marquesa de Tourzel]]
}}
{{Termina caixa}}
 
{{DEFAULTSORT:Polastron, Yolande Martine Gabrielle}}