Abrir menu principal

Alterações

Pimenta Bueno

1 byte removido, 20h17min de 4 de novembro de 2014
o ,
Localizada ao sul do estado de Rondônia, Pimenta Bueno foi a segunda cidade originada a partir da passagem do [[Marechal Rondon]] na região. Em 1912, na confluência dos Rios Apidiá e Comemoração, hoje Rios Pimenta Bueno e Barão de Melgaço, foi instalada uma Estação Telegráfica, sob o comando do então Coronel Cândido Mariano da Silva Rondon. Nessa época dos 600 homens que participavam da Expedição de Marechal Cândido Rondon, 100 chegaram com a missão de expandir a linha telegráfica [[Corumbá]] e [[Cuiabá]] até o [[Acre]] e [[Amazonas]]. Os garimpeiros e seringueiros que residiam nesse povoado eram maioria nordestinos atraídos pelas riquezas naturais.
 
A denominação dada ao rio Pimenta Bueno e, oportunamente, à Estação Telegráfica de Pimenta Bueno, pelo chefe da Comissão Rondon, deve-se à homenagem que o mesmo prestou ao ilustre homem público, [[Francisco Antônio Pimenta Bueno]], nascido em Cuiabá, aos 10 de novembro de 1836 e que faleceu no Rio de janeiro, em 7 de dezembro de 1888. Rondon utilizara-se das "Cartas de Pimenta Bueno", por este escritas, como fonte geográfica para dar os rumos à expedição.
 
Francisco era filho do Dr. [[José Antônio Pimenta Bueno]], Visconde e Marquês de São Vicente, que, por sua vez, foi um dos maiores juristas da época imperial, também Presidente da Província de Mato-Grosso, em 1846 e, mais adiante, Presidente da Província do Rio Grande do Sul, em 1850, e da Marquesa Dona Balbina Henriqueta de Faria e Albuquerque.
Utilizador anónimo