Abrir menu principal

Alterações

607 bytes removidos ,  20h21min de 4 de novembro de 2014
menos opinião e mais fato, por favor!
'''Marinor Jorge Brito dos Santos''' ([[Alenquer (Pará)|Alenquer]], [[7 de março]] de [[1959]]) é uma [[sindicalista]], [[professora]] e [[política]] [[brasil]]eira filiada ao [[Partido Socialismo e Liberdade]] (P-SOL).
 
Marinor elegeu-se [[Senado Federal do Brasil|senadora]] pelo P-SOL do [[Pará]], em [[2010]].<ref name="feminismo.org.br">{{citar web |url=http://www.feminismo.org.br/livre/index.php?option=com_content&view=article&id=2298:marinor-brito-eleitaq-senadora-no-para&catid=58:violencia&Itemid=386.shtml |obra= |titulo=Marinor Brito eleita senadora do Pará |publicado=Feminismo.org.br |autor= |data=4 de outubro de 2010 |acessodata=4 de outubro de 2010}}</ref> Mas devido ao entendimento do [[Supremo Tribunal Federal|STF]] de que a lei ''[[Ficha Limpa]]'' não teria poder retroativo, perdeu seu [[mandato]] de senadora em favor de [[Jader Barbalho]] ([[Partido do Movimento Democrático Brasileiro|PMDB]]). Jader fora o candidato mais votado nas eleições mas havia sido impedido de assumir pela impugnação de sua chapa, posteriormente revertida. A perda do mandato de Marinor como senadora para um candidato considerado como "''[[ficha suja]]''"<ref>{{link |idioma=pt |url=http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/stf+valida+ficha+limpa+e+mantem+jader+barbalho+inelegivel/n1237812747688.html |titulo=STF valida Ficha Limpa e mantém Jader Barbalho inelegível |descr=Publicação: 2010-10-29. Acesso: 24/03/2011}}.</ref>, cujos votos foram considerados nulos, mas que conseguiu reverter a decisão no [[Supremo Tribunal Federal]], é dada como uma grande perda para o Senado, para o Brasil e para os que lutam pela plena vigência da lei ''Ficha Limpa''.
 
Eleita [[vereador]]a de [[Belém]]–PA, a vereadora mais votada da cidade com 21.723 votos (2,88% do total de votos válidos), mais do que o dobro de votos do 2° colocado.
Utilizador anónimo