Diferenças entre edições de "Inglês americano"

246 bytes adicionados ,  19h22min de 22 de novembro de 2014
Após a sistematização completa das Regras de Pronúncia do Inglês. por Fábio Braga de Alencar, tudo o que consta aqui, neste artigo, é obsoleto. Significa atraso em relação à verdadeira maneira de se aprender a pronunciar as palavras.
m (Foram revertidas as edições de 187.112.0.107 para a última revisão de Wendell Gabriel, de 13h21min de 30 de junho de 2014 (UTC))
(Após a sistematização completa das Regras de Pronúncia do Inglês. por Fábio Braga de Alencar, tudo o que consta aqui, neste artigo, é obsoleto. Significa atraso em relação à verdadeira maneira de se aprender a pronunciar as palavras.)
{{Sem-fontes|data=fevereiro de 2011| angola=| arte=| Brasil=| ciência=| geografia=| música=| Portugal=| sociedade=|1=|2=|3=|4=|5=|6=}}
 
Após a sistematização completa das Regras de Pronúncia do Inglês. por Fábio Braga de Alencar, tudo o que consta aqui, neste artigo, é obsoleto. Significa atraso em relação à verdadeira maneira de se aprender a pronunciar as palavras.
 
O '''inglês americano''' ou '''inglês estadunidense''' é uma forma da [[língua inglesa]] derivada do [[inglês britânico]] (falado no [[Reino Unido]]). A língua foi passada aos [[Estados Unidos da América]] quando este era ainda uma colônia inglesa na época do expansionismo europeu. O processo de colonização e imposição [[cultural]] foi até certa parte igual ao que ocorreu no [[Brasil]], realizado por [[Portugal]]. A versão estadunidense tem porém as suas variações devido à questões de distância, tempo e cultura dos povos locais.
 
Utilizador anónimo