Diferenças entre edições de "Cupom"

870 bytes adicionados ,  17h18min de 2 de dezembro de 2014
sem resumo de edição
m
{{fusão de|Voucher|data=agosto de 2014}}
{{revisão-sobre|Economia}}
Em finanças, o '''cupom''' "atachado" a uma obrigação é uma [[taxa de juro]]s que é cedida ao detentor da obrigação.
 
'''Cupom de juros''' ou simplesmente '''cupom''' é um termo utilizado no [[mercado financeiro]], no âmbito da [[renda fixa]], que significa a taxa de juros anual prefixada paga sobre o [[valor nominal]] de um [[Obrigação (economia)|título]] ou [[securitização]].<ref>http://www.investopedia.com/terms/c/coupon-rate.asp</ref> Ele é utilizado como uma ferramenta pelos emissores, com o objetivo de tornar os [[Obrigação (economia)|títulos]] de médio e longo prazo atrativos, através de geração de [[fluxo de caixa]] que melhora a [[Taxa Mínima de Atratividade]] do investimento.<ref>http://vigo.ime.unicamp.br/Projeto/2009-2/MS777/ms777_ieda.pdf</ref> Em uma simplificação, considera-se que quando o juro de mercado do [[Obrigação (economia)|título]] ou [[securitização]] está acima do cupom, diz-se que ele está sendo negociado com um prêmio. Se está abaixo, diz-se que ele está sendo negociado com desconto.<ref>http://www.sec.gov/investor/alerts/ib_corporatebonds.pdf</ref>
Usamos comumente o termo cupom de juros no Brasil. Mas o que significa e de onde vem o termo cupom? O significado de cupom de juros é simples: é a remuneração (ou parte da remuneração) de um título que é paga periodicamente. O termo tem origem no tempo em que os títulos eram emitidos em papel, e havia efetivamente cupons, os quais eram destacados pelo investidor, que os apresentava ao agente que fazia o pagamento periódico dos juros.
 
==Etimologia==
Os títulos podem ser prefixados ou pós-fixados. Tanto em um caso como em outro, pode haver pagamento periódico de juros (o cupom) ou não. No caso de haver pagamento, o valor dos juros é conhecido desde o início da existência dos títulos. Caso o papel seja pós-fixado, este valor não é conhecido antecipadamente.
 
O termo cupom vem do francês, ''coupon'', que significa literalmente "uma parte cortada em um papel" ou "um vinco em papel".<ref>http://www.etymonline.com/index.php?term=coupon</ref> Esta definição remete ao tempo em que os títulos públicos e privados eram impressos em papel e possuíam pequenas tiras que eram destacadas e trocadas pelo equivalente em dinheiro aos juros. Hoje os títulos não são mais físicos, mas o termo continuou a ser usado.<ref>http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/15-respostas-essenciais-sobre-o-tesouro-direto</ref>
Títulos de prazos mais curtos normalmente não têm pagamento de cupom. Já títulos de prazos mais longos os apresentam na maior parte das vezes. Isto ocorre porque em finanças tempo é risco, e os investidores não gostam de ficar muito tempo sem receber nenhuma remuneração. O recebimento periódico de juros diminui o risco do título.
 
==O Cupom de Juros nos Títulos Públicos Federais==
Mesmo que títulos mais longos normalmente paguem cupons periódicos, o valor do principal quase sempre é pago ao final do prazo. Os títulos pós-fixados, baseados em uma taxa de inflação ou com correção cambial, normalmente pagam um cupom periódico de juros. Nestes casos, chamamos de cupom apenas a parcela que excede o indexador principal. É o caso dos títulos públicos indexados ao IPCA (as NTN-B), por exemplo. Estes títulos têm um pagamento de juros periódicos (seu cupom), de 6% a.a., mas o valor da inflação fica acumulado para pagamento junto com o principal, no vencimento do título.
 
Dentre os [[Título público|títulos públicos federais]], apenas as [[Nota do Tesouro Nacional|notas do tesouro nacional]] possuem cupons<ref>https://www.bcb.gov.br/htms/demab/CaracteristicaTitulos.pdf</ref>, sendo que são ofertadas ao público apenas as notas das séries B, C e F, normalmente chamadas através das siglas NTN-B, NTN-C e NTN-F. A diferença entre elas é exatamente o valor nominal sobre qual a taxa de juros é aplicada. As NTN-B e da NTN-C são títulos pós-fixados, que pagam cupons de juros semestrais sobre [[Valor nominal|valores nominais]] que são atualizados mensalmente por índices de inflação, sendo que a primeira é atualizada através do Índice de Preços ao Consumidor Amplo ([[IPCA]]) e a segunda pelo Índice Geral de Preços - Mercado ([[Índice Geral de Preços do Mercado|IGP-M]]). A NTN-F é um título prefixado que também paga cupom de juros semestrais, porém estes incidem sobre um [[valor nominal]] fixo de R$1000,00.<ref>http://www3.tesouro.gov.br/divida_publica/downloads/Parte%203_2.pdf</ref>
 
==Referências==
 
[[Categoria:Mercado financeiro]]
[[Categoria:BolsasMercado de valorescapitais|Mercado de capitais]]
 
[[de:Couponing]]
Utilizador anónimo