Abrir menu principal

Alterações

160 bytes adicionados ,  23h30min de 2 de dezembro de 2014
 
==O ''cursus honorum'' de um colosso político==
[[File:DuqueDeSaldanha HospitalMiguelBombarda.png|thumb|250px|right|O Duque de Saldanha em uniforme militar, evidenciando as suas inúmeras condecorações.]]
Ao longo de mais de meio século de actividade política, Saldanha conseguiu construir um ''[[cursus honorum]]'' sem paralelo na vida política portuguesa até aos nossos dias. Para além de [[conde de Saldanha|conde]], [[marquês de Saldanha|marquês]] e [[duque de Saldanha]], foi [[marechal]] do [[Exército Português]], o mais alto posto militar disponível, foi ainda [[embaixador]], [[deputado]] e [[par do reino]], vinte e quatro vezes [[ministro]] e quatro vezes presidente do Conselho de Ministros (primeiro-ministro). Para ser usado pelo seu filho primogénito, foi-lhe concedido o título de [[conde de Almoster]]. Para além disso coleccionou medalhas e honrarias como ninguém o fizera antes, ou o fez depois. O Marechal Saldanha possuía as seguintes condecorações:
;Ordens nacionais:
 
Por decreto de 30 de outubro de 1862, foi agraciado com as honras de patente.
 
==Obras publicadas==
Para além da sua actividade político-militar, Saldanha dedicou-se à escrita, publicando diversos artigo nos periódicos da época e diversa monografias sobre temas muito diversos, da [[homeopatia]] à religião, à política e à filosofia. Entre as obras publicadas por Saldanha contam-se:
6 327

edições