Diferenças entre edições de "Global Media Group"

106 bytes removidos ,  10h21min de 17 de dezembro de 2014
sem resumo de edição
(Desfeita a edição 40771167 de 188.82.123.140)
{{Info/Empresa|
|nome_empresa = ControlinvesteGlobal Media Group
|razão_social = ControlinvesteGlobal Media Group SGPS, SA
|logo_empresa = Controlinveste logo.svgLogo-globalmedia.png
|tipo_empresa = [[Holding]] de vários empresas de média
|fundação = [[20052014]]
|slogan =
|local = Avenida da Liberdade, 266 - 3º<br />1250-149 Lisboa
|rendimento_líquido =
|num_empregados =
|página = [http://www.controlinvesteglobalmediagroup.pt/Pt/Default.aspx www.controlinveteglobalmediagroup.pt]
|rodapé =
}}
'''ControlinvesteGlobal Media Group''' é uma [[holding]] do grupo [[português]] Controlinveste, que ée um dos maiores grupos de media em Portugal, com presença nos sectores da imprensa<ref>http://www.controlinveste.pt/Pt/Media/ListaJornais.aspx</ref>, rádio<ref>http://www.controlinveste.pt/Pt/Media/ListaRadio.aspx</ref>, multimedia<ref>http://www.controlinveste.pt/Pt/Media/ListaMultimedia.aspx</ref> e internet<ref>http://www.controlinveste.pt/Pt/Media/Multimedia.aspx?item=Digital</ref>.
 
== História ==
=== Origem Olivdesportos & Lusomundo ===
A ControlinvesteGlobal Media Group tem a sua origem na '''Olivedesportos''', empresa fundada em 1984 por [[Joaquim Oliveira]] e nas privatizações do [[Diário de Notícias (Portugal)|Diário de Notícias]] (DN) e do [[Jornal de Notícias]] (JN). No início dos anos 1990, o empresário Luís Silva transformou-se para a área dos media como vencedor das privatizações do DN e do JN. A [[TSF Rádio Notícias]], fundada por um grupo de jornalistas, é o último órgão de comunicação social a juntar-se ao grupo '''Lusomundo''', que adquire a maioria da TSF em 1994.
 
Em plena euforia dos negócios de integração das TMT (tecnologia, media e telecomunicações), no início dos anos 2000, a [[Portugal Telecom]] (PT) acorda com Luís Silva a compra da Lusomundo.<ref>http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=825016</ref> Além dos órgãos de comunicação social, entre os quais diversas revistas, o grupo era ainda dono dos cinemas Lusomundo. Na altura, o negócio avaliou o grupo de media e distribuição de cinema em mais de 500€500 milhões de euros. Em 2005, a PT decidiu sair do negócio dos media e vendeu a Lusomundo Serviços, que incluía apenas o negócio dos media, à Controlinveste, de [[Joaquim Oliveira]]. O empresário que já tinha [[O Jogo]] avaliou o grupo em mais de 300 milhões, financiados pelo [[Banco Comercial Português]]. O [[Banco Espírito Santo]] é o outro banco do grupo.
 
Hoje, ControlinvesteGlobal Media Group tem participação na área dos direitos de transmissão televisiva das principais competições do futebol profissional em Portugal (i.e. [[Seleção Portuguesa de Futebol]], [[Primeira Liga]], [[Taça de Portugal]], [[Taça da Liga]], [[Liga dos Campeões da UEFA]], [[Taça UEFA]], entre outras), bem como direitos de patrocínio e publicidade desportiva. Em 1994, a Controlinveste adquire o seu primeiro título de imprensa, o jornal desportivo [[O Jogo]]. Em 1998, lança a [[Sport TV]], em parceria com a [[RTP]] e a [[PT Multimédia]], um [[televisão por assinatura]].
 
A antiga Controlinveste criacriou em [[2001]], em parceria com Portugal Telecom, a empresa [[Sportinveste Multimedia]], responsável pela gestão das operações digitais e multimédia em dois dos três principais clubes de futebol em Portugal ([[Futebol Clube do Porto]] e [[Sporting Clube de Portugal]]), bem como de outros sites dedicados à distribuição de conteúdos informativos e multimédia na área do [[desporto]]. Dado ao grande sucesso deste canal de televisão exclusivamente dedicado ao desporto, todos eles em alta definição: [[Sport TV|Sport TV2]], [[Sport TV|Sport TV3]], [[Sport TV|Sport TV Live]], [[Sport TV|Sport TV África]], [[Sport TV|Sport TV Golfe]] e [[Sport TV|Sport TV Américas]].
 
=== Anos 2000 ===
Após a aquisição da [[Lusomundo]] em [[2005]],<ref>[http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1217050&idCanal= Público: PT vende à Olivedesportos "media" por 300 milhões] 1 de março 2005</ref> o grupo Controlinveste reuniu ofertas na área dos media em Portugal, que inclui a [[Sport TV]] e a rádio de informação [[TSF]], às quais se juntam títulos de imprensa como o [[Jornal de Notícias]], [[Diário de Notícias]], [[24 Horas (jornal)|24 Horas]], [[O Jogo]], [[Global Notícias]]; outros títulos como o jornal [[Ocasião]]; na imprensa regional, o [[Açoriano Oriental]] (o mais antigo jornal de Portugal), o [[Jornal do Fundão]], o [[Diário de Notícias da Madeira]]; as revistas Evasões, Volta ao Mundo e ainda uma participação acionista na [[agência Lusa]].
 
Por forma a apoiar o negócio das publicações impressas, a ControlivesteGlobal Media Group detém uma presença no sector da impressão através de duas empresas gráficas (Funchalense, em Lisboa e [[NavePrinter]], no Porto) bem como no sector distribuição, através de duas empresas, a Vasp na distribuição em pontos de venda e a Noticias Direct, focada na distribuição porta-a-porta de jornais e revistas.
Dirigido por [[Joaquim Oliveira]] o grupo gere ainda um diverso conjunto de participações em empresas com actividade na área da publicidade e direitos desportivos, comunicação multimédia, produção de conteúdos e design e telecomunicações.
 
Adicionalmente, a ControlinvesteGlobal Media Group tem ainda várias participações financeiras em sociedades desportivas e empresas de telecomunicações, assim como controla uma operação no sector do turismo, a agência de viagens Cosmos, que dispõe de um portal de comércio eletrónico.
Por forma a apoiar o negócio das publicações impressas, a Controliveste detém uma presença no sector da impressão através de duas empresas gráficas (Funchalense, em Lisboa e [[NavePrinter]], no Porto) bem como no sector distribuição, através de duas empresas, a Vasp na distribuição em pontos de venda e a Noticias Direct, focada na distribuição porta-a-porta de jornais e revistas.
 
Adicionalmente, a Controlinveste tem ainda várias participações financeiras em sociedades desportivas e empresas de telecomunicações, assim como controla uma operação no sector do turismo, a agência de viagens Cosmos, que dispõe de um portal de comércio eletrónico.
 
=== Reestruturação ===
 
As dificuldades financeiras do grupo, sobretudo devido ao elevado passivo, obrigaram Joaquim Oliveira a ceder o controlo do grupo. António Mosquito e Luís Montez serão os novos accionistas. A nova estrutura acionista foi concebida para a reestruturação da Controlinveste Media e o aumento do seu capital social.<ref>{{citar web|url=http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/antonio_mosquito_compra_67_da_construcoes_soares_da_costa_e_entra_na_controlinveste.html|título=António Mosquito entra na Controlinveste Media e compra 67% da Soares da Costa Construção|autor=Diogo Cavaleiro e Nuno Carregueiro|data=26 Novembro 2013|publicado=26 Novembro 2013|acessodata=4 Dezembro 2013}}</ref> Esta operação não inclui a Sport TV.
 
Em 17 de Dezembro mudou se o nome de Controlinveste para Global Media Group<ref>http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/dona_dos_jornais_dn_e_jn_muda_de_nome_para_global_media_group_esta_noite.html</ref>.
 
=== Publicações ===
O GrupoGlobal ControlinvesteMedia Group é proprietária das seguintes publicações:
* [[Diário de Notícias (Portugal)|Diário de Notícias]], jornal diário e de referência;
* [[Jornal de Notícias]], jornal diário;
<references/>
== Ligações externas ==
* {{Link||2=http://www.controlinvesteglobalmediagroup.pt/ |3=Site oficial do GrupoGlobal ControlinvesteMedia Group}}
 
{{Portal3|Portugal}}
 
 
{{Controlinveste Media}}
{{Banco Comercial Português}}
{{Banco Espírito Santo}}
 
{{DEFAULTSORT:ControlinvesteGlobal Media Group}}
[[Categoria:Empresas de mídia de Portugal]]
[[Categoria:Empresas fundadas em 20052014]]
[[Categoria:ControlinvesteGlobal Media| Group]]
5 902

edições