Diferenças entre edições de "Categoria (filosofia)"

16 bytes adicionados ,  06h36min de 23 de dezembro de 2014
sem resumo de edição
Originalmente, o termo não tinha sentido [[filosófico]]. Em [[Ésquilo]] e [[Hipócrates]], o termo ''κατήγορος'' significa 'que revela'. Em [[Heródoto]], significa 'acusador' - no sentido de atribuir um [[Predicado (lógica)|predicado]] a algo ou alguém. Frequentemente, ''κατηγορία'' significou 'acusação' ou 'censura'. [[Aristóteles]] foi o primeiro a usar o termo ''κατηγορία'' (que, eventualmente, é traduzido como 'denominação', 'predicação' ou 'atribuição') em sentido técnico.<ref name=FM> [[José Ferrater Mora|FERRATER MORA, José]][https://books.google.com.br/books?id=Tm38cSpH1vAC&pg=PA157&dq=Diccionario+de+filosof%C3%ADa,+Volume+1&hl=pt-BR&sa=X&ei=pO6YVJeNB9CMsQSKyoG4BA&ved=0CCkQ6AEwAA#v=onepage&q=Diccionario%20de%20filosof%C3%ADa%2C%20Volume%201&f=false ''Dicionário de filosofia''.] Volume 1, p. 416</ref>
 
Aristóteles chamava "categoria do ser" aos predicados gerais atribuídos ao [[ser]], correspondendo, então, às distintas classes do ser, distintas classes de predicados. A teoria das categorias, ou ''praedicamenta'', iniciada pelo Estagirita, permaneceu - sofrendo constantes intervenções, acréscimos, depuramentos - na [[filosofia grega]] e posteriormente na [[filosofia medieval]], até nossos dias.
 
==As categorias de Aristóteles==