Diferenças entre edições de "Listra"

3 bytes removidos ,  13h14min de 25 de dezembro de 2014
De acordo com o [[Atos 14|capítulo 14]] de Atos, após ter escapado da perseguição em Icônio, Paulo e [[Barnabé (Bíblia)|Barnabé]] entraram na cidade para evangelizarem ({{citar bíblia|Atos|14|6,7}}) e numa ocasião foi curado um paralítico de nascença ({{citar bíblia|Atos|14|8-10}}). Por causa disso, os habitantes de Listra pensaram que os dois missionários fossem a encarnação dos deuses pagãos [[Júpiter (mitologia)|Júpiter]] e [[Mercúrio (mitologia)|Mercúrio]] ({{citar bíblia|Atos|14|11-13}}), tendo impedido, com muita dificuldade, que as multidões lhes oferecessem sacrifícios de adoração ({{citar bíblia|Atos|14|14-16,18}}).
 
Depois disso, alguns [[judeu]]s incrédulos de [[Antioquia]] e de Icônio teriam vindo a Listra a fim de incitar a multidão para que apedrejasse Paulo ({{citar bíblia|Atos|14:|19</ref>}}), o qual, milagrosamente, sobreviveu e seguiu para [[Derbe]] ({{citar bíblia|Atos|14|20}}).
 
Apesar da perseguição sofrida, a Igreja foi estabelecida em Listra que chegou a ser visitada novamente pelo apóstolo ao retornar de sua primeira viagem missionária e em outras ocasiões.