Diferenças entre edições de "Sharp Corporation"

14 bytes adicionados ,  17h21min de 26 de dezembro de 2014
O empresário Matias Machline obteve em 1965 autorização para o uso da marca Sharp no [[Brasil]]. A multinacional japonesa (Sharp Corporation) não possuía relação com o grupo que usava a marca no [[Brasil]]. Matias Machline construiu um império que abrigou cerca de 30 empresas em um mercado fechado à competição internacional. O grande salto aconteceu em 1972, quando se tornou um dos pioneiros na fabricação de eletroeletrônicos na [[Zona Franca de Manaus]]. Contou com o apoio do Ministro das Comunicações [[Hygino Caetano Corsetti]].
 
Com a [[Política Nacional de Informática]] (PNI), a Sid Informática, criada em 1978 a partir do consórcio formado pelo Grupopela Sharp (do [[Brasil]]), [[Grupo Inepar]] e Dataserv,<ref>[http://www.terra.com.br/istoedinheiro-temp/edicoes/628/imprime154135.htm Os efeitos colaterais da Lei de Informática]. ISTOÉ Dinheiro.</ref> se transformou em uma das líderes na fabricação de microcomputadores e chegou a ter 25% do mercado brasileiro de terminais bancários.
 
Em 1990, com a abertura de mercado, o Grupoa Sharp (do [[Brasil]]) mergulhou em uma longa crise. Em 1994 Matias Machline morreu em um acidente de helicóptero.<ref>[http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1994/8/14/brasil/13.html Matias Machline morre em acidente nos EUA]. Folha da Manhã, 14 de agosto de 1994.</ref> Em 2002 o Grupoa Sharp (do [[Brasil]]) teve sua falência decretada.<ref>[http://sindipetroalse.org.br/noticia/616/denuncias-a-serem-investigadas-pela-comissao-da-verdade Denuncias a serem investigadas pela Comissão da Verdade]. Sindipetro AL/SE.</ref>
 
== Ligações externas ==
Utilizador anónimo