Diferenças entre edições de "Cunhambebe"

4 bytes removidos ,  03h49min de 18 de janeiro de 2015
m
WPCleaner v1.34b - Corrigido usando WP:PCW (Cabeçalhos começam com três "=")
(Add image (please translate?))
m (WPCleaner v1.34b - Corrigido usando WP:PCW (Cabeçalhos começam com três "="))
'''Cunhambebe '''(? - ''[[Circa|c.]] ''1555)<ref>BUENO, E.'' Capitães do Brasil: a saga dos primeiros colonizadores. ''Rio de Janeiro. Objetiva. 1999. p. 125.</ref>'' '' foi um famoso chefe [[indígena]] [[tupinambá]] brasileiro. Foi a autoridade máxima entre todos os líderes [[tamoios]] da região compreendida entre o [[Cabo Frio]] ([[Rio de Janeiro]]) e [[Bertioga]] ([[São Paulo]]). Foi aliado dos [[França|franceses]] que se estabeleceram na [[Baía de Guanabara]] em 1555, no projeto da [[França Antártica]]. É citado na obra do religioso [[França|francês]] [[André Thévet]] [[Les singularitez de la France Antarctique]] e na obra do aventureiro alemão [[Hans Staden]] "[[Duas Viagens ao Brasil|História Verdadeira...]]". Noticia-se que o chefe tamoio, em rituais canibais de sua tribo, tenha devorado mais de sessenta portugueses<ref>BUENO, Eduardo. Brasil: uma história: cinco séculos de um país em construção. São Paulo: Leya, 2010. Pág. 23.</ref>.
 
=== Etimologia ===
Segundo o [[tupinólogo]] [[Eduardo de Almeida Navarro]], o nome "Cunhambebe" é derivado do termo [[Língua tupi|tupi]] ''kunhãmbeba'', que significa "mulher achatada, sem seios, de seios muito pequenos", pela junção de ''kunhã ''(mulher) e ''mbeba ''(achatado). Seria uma alusão ao peito musculoso e desenvolvido de Cunhambebe.<ref>NAVARRO, E. A. ''Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. ''São Paulo. Global. 2013. p. 558.</ref> O escritor [[Eduardo Bueno]], baseado em [[Teodoro Sampaio]], diz que "Cunhambebe" significa "o gago" em tupi,<ref>BUENO, E.'' Capitães do Brasil: a saga dos primeiros colonizadores. ''Rio de Janeiro. Objetiva. 1999. p. 125.<br>
</ref> mas tal etimologia é considerada fantasiosa por Eduardo de Almeida Navarro.
 
=== Biografia ===
[[File:Houghton 51-897 - Monstrorum historia, 108.jpg|thumb|left|1642 depiction]]
Segundo [[Capistrano de Abreu]], houve não apenas um, mas dois Cunhambebes: pai e filho. O pai teria sido o famoso guerreiro que Hans Staden encontrou na Serra de Ocaraçu (atual conjunto de morros do Cairuçu, ao Sul de [[Paraty]], na região de Trindade). André Thevet também teria conhecido este Cunhambebe. Faleceu de "peste" (provavelmente [[varíola]]) após a chegada dos colonos franceses de [[Nicolas Durand de Villegagnon]] à Baía de Guanabara.
21 732

edições