Abrir menu principal

Alterações

77 bytes adicionados ,  21h33min de 30 de janeiro de 2015
tamanho imagens + ajustes
{{Ver desambig|o filme de 1956|Helen of Troy}}
{{mais notas}}
[[Ficheiro:Helen of Troy.jpg|thumb|right|200pxupright=0.8|''Helena de Troia'', <small>por [[Evelyn De Morgan]], 1898.</small>]]
Na [[mitologia grega]], '''Helena''' (em [[Língua grega antiga|grego]]: Ἑλένη, transl. ''Helénē'') era filha de [[Zeus]] e de [[Leda]], irmã [[Gêmeos#Gêmeos fraternos|gêmea]] da [[Rainha (título)|rainha]] [[Clitemnestra]] de [[Micenas]], irmã de [[Castor e Pólux|Castor]] e de [[Castor e Pólux|Pólux]] e esposa do [[rei]] [[Menelau]] de [[Esparta]].<ref> Grimal, Pierre, ''Dicionário da Mitologia Grega e Romana'', Rio de Janeiro: Ed. Bertrand Brasil, p.197</ref><ref> Spalding, Tassilo Orpheu, ''Dicionário da Mitologia Greco-Latina'', Belo Horizonte: Ed. Itatiaia, p.118</ref>
 
 
== Helena de Troia ==
[[Ficheiro:Helene Paris David.jpg|thumb|left|'upright=0.8|''Helena e [[Páris]]''', pintura de<small>por [[Jacques-Louis David]], 1788, [[1788Museu do Louvre]]|318x318px</small>]]
Numa viagem a [[Esparta]], [[Páris]] encontra a princesa Helena, que está casada com [[Menelau]], irmão de [[Agamenon]], filhos de [[Atreu]], rei de [[Micenas]]. Após nove dias entretendo Páris, Menelau, no décimo, parte para [[Creta]], para os rituais fúnebres de [[Catreu]], seu avô materno.<ref name="apolodoro.e.3.3" /> Helena e Páris fogem para Troia, abandonando [[Hermíone]], então com nove anos de idade;<ref name="apolodoro.e.3.3" /> Menelau, Agamenon, e outros reis juntam-se numa guerra contra Troia. Em princípio para resgatar Helena e vingar Menelau, mas na realidade com interesses econômicos também. A guerra dura dez anos. Heitor e Aquiles morrem. Um dia, os troianos percebem que o acampamento de seus inimigos está vazio, e imaginam que finalmente abandonaram a guerra. Encontram por ali um enorme cavalo de madeira que acreditam ser um presente, e o carregam para dentro de suas muralhas. Porém, tudo não passava de uma armadilha criada por Odisseu para conseguir invadir o território inimigo, assim de noite, quando os troiano estavam dormindo, os soldados começam a sair de dentro do cavalo e a atacar a cidade, agora indefesa. A guerra é vencida pelos gregos.
 
Menelau, Agamenon, e outros reis juntam-se numa guerra contra Troia. Em princípio para resgatar Helena e vingar Menelau, mas na realidade com interesses econômicos também. A guerra dura dez anos. [[Heitor]] e [[Aquiles]] morrem. Um dia, os troianos percebem que o acampamento de seus inimigos está vazio, e imaginam que finalmente abandonaram a guerra. Encontram por ali um enorme cavalo de madeira que acreditam ser um presente, e o carregam para dentro de suas muralhas. Porém, tudo não passava de uma armadilha criada por Odisseu para conseguir invadir o território inimigo, assim de noite, quando os troiano estavam dormindo, os soldados começam a sair de dentro do cavalo e a atacar a cidade, agora indefesa. A guerra é vencida pelos gregos.
 
Existem várias versões sobre o seu fim. Segundo [[Pausânias (geógrafo)|Pausânias]], após a morte de Menelau, ela foi expulsa do reino pelo seu enteado, [[Nicostrato]]. Foi morar com a rainha [[Polixo]] de [[Rodes]], que fingiu ser sua amiga, mas queria vingança pela morte do marido [[Tlepólemo]]. Quando Helena estava tomando banho, a rainha mandou as servas vestidas de [[Erínias]] a enforcarem.
39 418

edições