Pirita: diferenças entre revisões

2 bytes removidos ,  12h45min de 13 de fevereiro de 2015
sem resumo de edição
A pirita exposta ao meio ambiente durante o processo de [[mineração]] e escavação pode reagir com [[oxigênio]] e [[água]] produzindo [[ácido sulfúrico]] e [[lixiviação|lixiviando]] o solo. Isto é resultado da ação da [[bactéria]] ''[[Thiobacillus]]'', que obtém energia metabolizando a pirita. Sua oxidação é exotérmica, podendo levar à combustão espontânea dos depósitos de rejeitos nas minas de carvão. Isso polui o ar e leva à formação de chuva ácida.
 
A indústria de [[papel]] constumavacostumava usar a pirita para a produção de [[dióxido de enxofre]] (SO<sub>2</sub>) e na manufatura de [[ácido sulfúrico]] (H<sub>2</sub>SO<sub>4</sub>).
 
O nome pirita provém do [[língua grega|grego]] ''pyr'', que significa fogo, provavelmente devido às faíscas que resultam quando é golpeada com um martelo. Esta capacidade a fez popular para o uso em armas de fogo tais como o [[wheellock]].
A marcassita é um polimorfo da pirita, o que significa que, embora ambas tenham a mesma fórmula química, possuem [[estrutura cristalina|estruturas cristalinas]] diferentes. O par polimorfo marcassita/pirita é provavelmente o mais famoso ao lado do par [[diamante]]/[[grafita]] (que são também [[alotropia|alótropos]]).
 
A pirita é usada frequentemente em jóias tal como colares e braceletes, mas, embora os dois minerais sejam similares, a marcassita não pode ser usada em joalherias ([[ourivesaria]]) porque tem uma tendência a se desintegrar e virar pó. Um elemento extra de confusão entre marcassita e pirita é o uso desta palavra (marcassita) no comércio da jóiajoia: o termo é aplicado às pedras lustradas e facetadas, pequenas, que são embutidas na [[prata esterlina]], mas mesmo que sejam chamadas marcassita, são na realidade pirita.
 
== Minerais semelhantes ==