Abrir menu principal

Alterações

20 bytes removidos ,  14h45min de 17 de fevereiro de 2015
ajustes 02/15
{{Info/Nobre
|nome = O Príncipe Abbas Mirza<br />''Na'eb-es-Saltaneh''<br />شاهزاده عباس ميرزا <br />نايب‏السلطنه
|imagem = Abbas Mirza (Hermitage).jpeg
|imgw = 230px
| mãe = Asiyeh Khanum
| casa = [[Dinastia Qajar|Qajar]]
| tipo-casa = Dinastia
| local de enterro = [[Meshed|Mashhad]]
}}
'''Abbas Mirza''' (عباس میرزا em [[Língua persa|persa]]) ([[Nava (Irã)|Nava]], [[Mazandaran]], setembro de 1789 - [[Meshed|Mashhad]], 25 de outubro de 1833)<ref name=EB>{{citar enciclopédia|last= |first= |authorlink= |editor-first= |editor-last= |editor-link= |encyclopedia=Encyclopædia Britannica|title=Abbas Mirza |edition=15.ª |year=2010| publisher=Encyclopædia Britannica, Inc.|volume=I: A-Ak - Bayes|location= Chicago, IL|isbn=978-1-59339-837-8|pages=10}}</ref> foi um [[herdeiro aparente]] [[Pérsia|persa]] da [[dinastia Qajar]]. Ganhou fama como comandante militar durante as guerras contra a [[Rússia]] e o [[Império Otomano]]<ref>''Chambers Biographical Dictionary'', ISBN 0-550-18022-2, página 1</ref>, como um modernizador das forças armadas e instituições militares da [[Pérsia]], e por sua morte antes de seu pai, [[Fat′h Ali Shah Qajar|xá Fat'h Ali]]. Abbas foi um príncipe inteligente, possuía algum talento literário, e é notável pela simplicidade comparativa de sua vida.
 
== Biografia ==
Era o filho mais jovem do [[Fat′h Ali Shah Qajar|xá Fat'h Ali]], mas devido a sua mãe pertencer à realeza, seu pai o designou para ser seu sucessor. Tendo a incumbência de governar o [[Azerbaijão (Irã)|Azerbaijão]], região da Pérsia,<ref name=EB/> ele procurou governá-lo no estilo europeu, e contratou oficiais para reorganizar seu exército. Logo entrou em guerra contra a Rússia, e a sua ajuda foi solicitada, ao mesmo tempo, pela [[Inglaterra]] e por [[Napoleão Bonaparte]], ansiosos por darem um no outro um xeque-mate em suas disputas no Oriente. Preferindo a amizade da [[França]], Abbas Mirza continuou a guerra contra a Rússia do [[Pyotr Kotlyarevsky|general Kotlyarevsky]], mas seu novo aliado só pode oferecer-lhe muito pouca ajuda. Kotlyarevsky derrotou o numericamente superior (30.000)<ref name=BE>{{citar livro |url=http://books.google.co.uk/books?id=dUHhTPdJ6yIC&pg=PT424&lpg=PT424&dq=%E2%80%9DAbbas+Mirza%E2%80%9C+Kotlyarevsky+30000&source=bl&ots=LrR7L44GI9&sig=gQTWKgaHT6VCH-zNKZovbOc8xqo&hl=en&sa=X&ei=aQAiUpaVGsqu7AbcxYD4Dw&ved=0CDsQ6AEwAg#v=onepage&q=%E2%80%9DAbbas%20Mirza%E2%80%9C%20Kotlyarevsky%2030000&f=false |título=''Iran at War'' | autor=Farrokh Kaveh |editora=Osprey Publishing }}</ref> exército persa na [[Batalha de Aslanduz]] e, em outubro de 1813, a Pérsia foi obrigada a aceitar uma paz desvantajosa, cedendo alguns territórios no [[Cáucaso]] (atuais [[Geórgia]], [[Daguestão]], e a maior parte do que mais recentemente se tornou a [[Azerbaijão|República do Azerbaijão]]).
 
Estas perdas forçaram Abbas a repensar a sua estratégia, e começou a enviar seus estudantes para a Europa para o treinamento militar. Em 1811 e 1815, dois grupos foram enviados para a [[Grã-Bretanha]], e em 1812 uma [[editora]] foi fundada em [[Tabriz]] para reimprimir manuais militares europeus. Tabriz também recebeu uma fábrica de [[pólvora]] e um depósito de munições.<ref name=EB/> O treinamento continuou com a presença sempre constante de conselheiros britânicos.
 
Ele obteve algumas vitórias durante a guerra de 1821 entre o Império Otomano e a Pérsia, resultando em umnum tratado de paz assinado em 1823 depois da [[Batalha de Erzurum]]. A guerra foi uma vitória para os persas, especialmente considerando que eles estavam em menor número, e isso deu a confiança tão necessária para suas forças. SuaA sua [[Guerra Russo-Persa (1826-1828)|segunda guerra com a Rússia]], que começou em 1826 com a Pérsia recuperando grande parte dos territórios perdidos na [[Guerra Russo-Persa (1804–13)]]; porém, ela terminou em umanuma sequência de derrotas que obrigaram a Pérsia a ceder quase todos os seus territórios na [[Arménia|Armênia]] e no [[Naquichevão]]. As perdas afetaram Abbas Mirza severamente e a sua saúde começou a debilitar. Ele perdeu também o entusiasmo com relação a qualquer reforma militar.<ref name=EB/> Em 1833, procurou restaurar a ordem na província de [[Coração (Irã)|Coração]], que estava nominalmente sob a supremacia persa, e durante esta empreitada morreu em [[Meshed|Mashhad]], em 1833. Em 1834, seu filho mais velho, [[Mohammad Shah Qajar|Mohammed Mirza]], sucedeu o [[Fat′h Ali Shah Qajar|xá Fat'h Ali]] como o próximo [[xá]]. R. G. Watson (''History of Persia'', 128-9) descreve-o como "o mais nobre da raça Qajar".<ref> Lockhart, L. "Abbas Mirza." ''Encyclopaedia of Islam''. Editado por: P. Bearman, Th. Bianquis, C.E. Bosworth, E. van Donzel e W.P. Heinrichs. Brill, 2007</ref>
 
Ele é mais lembrado por sua bravura em combate e suas tentativas fracassadas para modernizar o exército persa. Não foi bem-sucedido, em parte devido à falta de centralização do governo no Irã durante aquele período. Além disso, foi Abbas Mirza quem primeiro enviou estudantes iranianos para a [[Europa]] para uma educação ocidental.<ref> Patrick Clawson e Michael Rubin. ''Eternal Iran''. Palgrave Macmillan. 2005. ISBN 1-4039-6276-6 p.34</ref>
 
== Filhos ==
[[FicheiroImagem:Abbas Mirza's sons.JPG||thumb|centercentro|700px|Os filhos de Abbas Mirza e outros príncipes nos primeiros anos do reinado de Nasser-ed-Din Shah de uma pintura de Sani-ol-Molk no Nezamiyeh Hall. Da esquerda para a direita:<br /> Bahram Mirza "Moezz-ed-Dowleh" (2.º filho de Abbas Mirza); Ardeshir Mirza "Rokn-ed-Dowleh" (9.º filho de Abbas Mirza); sultão Morad Mirza "Hessam-ol-Saltaneh", "Conquistador de Herat" (13.º filho de Abbas Mirza); Fereydoun Mirza "Nayeb-ol-Ayaleh" (5.º filho de Abbas Mirza); Khanlar Mirza "Ehtesham-ed-Dowleh" (17.º filho de Abbas Mirza); Firouz Mirza "Nosrat-ed-Dowleh "(16.º filho de Abbas Mirza); Hamzeh Mirza" Heshmat-ed-Dowleh"(21.º filho de Abbas Mirza); Fathollah Mirza "Sho'a Saltaneh "(53.º filho de Fath Ali Shah); Ildorom Bayazid Mirza (22.º filho de Abbas Mirza); Ahmad Mirza "Mo'in-ed-Dowleh" (10.º filho de Abbas Mirza); Emam Gholi Mirza "E'mad-ed-Dowleh" (6.º filho de Mohammad Ali Mirza "Dowlatshah," filho de Fath Ali Shah); Tahmasseb Mirza "Moayyed-ed-Dowleh" (2.º filho de Mohammad Ali Mirza "Dowlatshah," filho de Fath Ali Shah).]]
{{col-begin}}
{{col-break}}
* Príncipe Mohammed Mirza, que tornou-se [[Mohammad Shah Qajar]]
* Príncipe [[Bahram Mirza]] ''Mo'ez ed-Dowleh''
* Príncipe [[Djahangir Mirza]]
* Príncipe [[Bahman Mirza]] ''Baha'a ed-Dowleh''
* Príncipe [[Fereydoun Mirza]] ''Nayeb-ol-Eyaleh''
* Príncipe [[Eskandar Mirza]]
* Príncipe [[Khosrow Mirza]]
* Príncipe [[Ghahreman Mirza]]
* Príncipe [[Ardeshir Mirza]] ''Rokn ed-Dowleh''
{{col-break}}
* Príncipe [[Firouz Mirza]] ''Nosrat ed-Dowleh''
* Príncipe [[Khanlar Mirza]] Ehtesham ed-Dowleh
* Príncipe [[Bahador Mirza]]
{{col-break}}
* Príncipe Mohammad Rahim Mirza
* Príncipe Ja'ffar Mirza
* Príncipe Abdollah Mirza
{{col-break}}
|}
 
{{Referências|Notas}}
{{Referências}}
* {{Britannica1911}}
* {{Wikisource1911Enc Citation|Abbas Mirza}}
* ''The Persian Encyclopedia'', artigos ''Abbas Mirza'', ''Persia-Russia Wars'', ''Persia-Ottoman wars'', ''Golestan Treaty'', e ''Torkaman-Chay Treaty''.
* ''Modern Iran''. Keddie, Nikki.
 
== Ligações externas ==
* {{commons-inline|Category:Abbas Mirza Qajar|Abbas Mirza}}
 
{{Normdaten|TYP=p|GND=118500058|LCCN=no/99/90189|VIAF=802977}}