Diferenças entre edições de "Ordem (sacramento)"

8 bytes removidos ,  23h29min de 19 de fevereiro de 2015
(Não foi na Última Ceia....)
{{Sem-fontes||soc|data=setembro de 2010}}
A '''Ordem''' (do {{ling|la}} ''Ordo, dinis'': boa disposição das coisas) é um dos sete [[Sacramentos católicos|sacramentos]] do [[catolicismo]] que confere o [[poder]] e a [[graça divina|graça]] de exercer funções e [[Ministro (cristianismo)|ministérios]] [[Igreja|eclesiásticos]] que se referem ao culto de [[Deus]] e à salvação das almas, e de o desempenhar santamente. Pela [[imposição das mãos]] e pelas palavras do [[Bispobispo]], este sacramento faz dos homens batizados [[sacerdote]]s, atribuindo-lhes os poderes de [[Confissão (sacramento)|perdoar os pecados]] e de converter o pão e o vinho no [[Corpo de Cristo|Corpo]] e no [[Santíssimo Sangue|Sangue]] de Jesus Cristo (a [[Eucaristia]]) e de conferir, conforme o seu grau, os outros [[sacramentos católicos|sacramentos]].
 
Por divina instituição, pelo sacramento da Ordem, alguns dentre os fiéis, pelo carácter indelével com que são assinalados, são constituídos ministros sagrados, isto é, são consagrados e delegados a fim de que, personificando Cristo, cada qual no seu respectivo grau, apascentem o povo de [[Deus]], desempenhando o ''munus'' de ensinar, santificar e governar (cf. [[Direito Canónico]]: Cânon 1008). Na [[Igreja Católica]], somente um [[homem|varão]] baptizado pode receber validamente a ordenação sagrada.
 
==Ordenação episcopal==
'''Ordenação episcopal''' ou '''Consagração''' é uma cerimônia religiosa na qual um [[padre]] recebe a plenitude do [[sacramento (cristianismo)|sacramento]] da [[Ordem sacerdotal|Ordem]], tornando-se assim num [[bispo]] por vontade do [[Papapapa]], que delega um outro [[bispo]] para presidir a celebração.
 
Como os bispos são aqueles que levam consigo os [[Sete Dons do Espírito Santo|sete dons do Divino Espírito]], por isso devem recebê-los no momento da Ordenação. Durante a cerimônia, o padre deita-se no chão à frente do [[altar]] e depois faz o juramento de viver em comunhão com a [[Igreja Católica]] e de obediência ao [[Papa|Sumo Pontífice]]. Em seguida, recebe o anel episcopal (que simboliza o compromisso que o bispo tem de guiar a [[Igreja]], esposa de [[Jesus Cristo]]), o báculo pastoral (que simboliza que o bispo é o pastor das ovelhas de Cristo, isto é, dos membros da Igreja) e a mitra (que simboliza a pureza e a autoridade dos bispos).
 
== {{Ver também}} ==
{{dividir em colunas}}
* [[Batismo]]
41 863

edições