Abrir menu principal

Alterações

2 bytes removidos, 00h55min de 20 de fevereiro de 2015
Desfeita a edição 41375411 de 191.9.91.51
A [[ortografia da língua portuguesa|ortografia atual do português]] é, também, mais fonética do que etimológica. No entanto, antes da [[Reforma Ortográfica de 1911]] em [[Portugal]], a escrita oficialmente usada era marcadamente etimológica. Escrevia-se, por exemplo, ''pharmacia'', ''lyrio'', ''orthographia'', ''phleugma'', ''diccionario'', ''caravella'', ''estylo'' e ''prompto'' em vez dos actuais ''farmácia'', ''lírio'', ''ortografia'', ''fleuma'', ''dicionário'', ''caravela'', ''estilo'' e ''pronto''. A ortografia tradicional etimológica perdurou no [[Brasil]] até a década de 1930.
 
Um exemplo típico de ortografia etimológica é a escrita do [[língua inglesa|inglês]]. Em inglês um grupo de letras (por exemplo: ''ough'') pode ter mais de quatro sons diferentes, dependendo da palavra onde está inserido. É também a etimologia que rege a escrita da grande maioria das palavras no [[língua francesa|francês]], onde um mesmo som pode ter até nove formas de escrita diferentes, caso das palavras homófobicashomófonas ''au'', ''aux'', ''haut'', ''hauts'', ''os'', ''aulx'', ''oh'', ''eau'', ''eaux''.
 
== Ver também ==
Utilizador anónimo