Diferenças entre edições de "Wellington Fagundes"

3 238 bytes removidos ,  00h28min de 25 de fevereiro de 2015
m
Foram revertidas as edições de 201.54.48.97 para a última revisão de 177.185.217.81, de 22h15min de 3 de fevereiro de 2015 (UTC)
(a)
m (Foram revertidas as edições de 201.54.48.97 para a última revisão de 177.185.217.81, de 22h15min de 3 de fevereiro de 2015 (UTC))
|nome_comp = Wellington Antônio Fagundes
|nacionalidade = {{BRAn|a}}
|website = [http://www.wellingtonfagundes.com.br/ SenadorDeputado Federal Wellington Fagundes]
}}
|Facebook = [https://www.facebook.com/wellington.fagundes.mt?fref=ts/ Facebook - Senador Wellington Fagundes]}}
 
'''Wellington Antônio Fagundes''' ([[Rondonópolis]], [[1 de junho]] de [[1957]]) é [[médico veterinário]] e político [[brasil]]eiro. Filiado ao [[Partido da República]], atualmente cumpre mandato de [[Senadordeputado da República]]federal pelo estado dedo [[Mato Grosso]].<ref name="camara">{{citar web|url=http://www.camara.gov.br/internet/Deputado/dep_Detalhe.asp?id=73653|titulo=Deputado WELLINGTON FAGUNDES|publicado=camara.gov.br|acessodata=30/07/2014}}</ref>
 
Fagundes cumpriu, durante 24 anos (seis mandatos) mandato de Deputado Federal também pelo estado de Mato Grosso.
 
== Biografia ==
 
Wellington Antônio Fagundes nasceu em 1º de junho de 1957, no município de [[Rondonópolis]]. É médico veterinário, formado pela [[Universidade Federal de Mato Grosso do Sul]] e pós-graduado em Ciência Política pela [[Universidade de Brasília (UnB]]). Desde 1983, é casado com Mariene de Abreu Fagundes, com quem tem dois filhos: João Antônio Fagundes e Diógenes de Abreu Fagundes.
 
É o penúltimo dos sete filhos dos retirantes nordestinos João Antônio Fagundes e Minervina Pereira Fagundes. Seu pai, conhecido como João Baiano, percorreu quase dois mil quilômetros à pé da Bahia ao Mato Grosso, onde estabeleceu morada na zona rural de [[Poxoréu]] (MT). Lá, João trabalhou como vaqueiro e casou-se com Minervina. O casal se mudou para Rondonópolis e estabeleceu um pequeno comércio.
 
Wellington cursou o ensino básico em Rondonópolis, nas escolas Sagrado Coração de Jesus e La Salle. Desde menino, Fagundes se interessou por política devido à influência do pai, João Baiano - um líder, embora não tenha participado diretamente da política. Baiano reunia a população local em casa para discutir as necessidades do município e do estado. Wellington gostava de participar.
 
Na década de 1970, cursou o ensino médio na Escola Agrotécnica de [[São Vicente]] - município de Cuiabá (MT). Durante o curso na Faculdade de Medicina Veterinária em Campo Grande (MS), participou do movimento estudantil. Em 1980, Wellington graduou-se e retornou a Rondonópolis para abrir um comércio no setor de agropecuária.
 
== Carreira política ==
 
O jovementão empresáriocomerciante ingressou na política de classe como presidente da Associação Comercial Industrial de Rondonópolis por dois mandatos, 1983 a 1986. Em 1987, assumiu a Secretaria Municipal de Planejamento de Rondonópolis, na gestão de Hermínio J. Barreto. Em [[Eleições gerais no Brasil em 1990|1990]], concorreu a uma cadeira na [[Câmara dos Deputados]] e foi eleito. ReeleitoFoi reeleito em [[Eleições gerais no Brasil em 1994|1994]], 1998[[Eleições (nestagerais eleiçãono foiBrasil oem mais votado)1998|1998]], [[Eleições gerais no Brasil em 2002|2002]], [[Eleições gerais no Brasil em 2006|2006]] e [[Eleições gerais no Brasil em 2010|2010]], sendo nessa última o parlamentar mais votado do Mato Grosso, com 145&nbsp;460 mil votos.<ref>{{citar notícia|url=http://www.gazetadigital.com.br/conteudo/show/secao/10/materia/421513/t/wellington-admite-recuar-e-tentar-novamente-reeleicao|titulo=Wellington admite recuar e tentar novamente reeleição|ultimo=Cambuim|primeiro=Sissy|data=13/06/2014|publicado=gazetadigital.com.br|acessodata=30/07/2014}}</ref>
 
Em seus 24 anos como deputado federal (seis mandatos completos), Wellington Fagundes foi vice-líder do bloco PSDB/PTB em 2001. Em 2004 foi também vice-líder, agora do bloco PL/PSL. Em 2012 foi vice-líder do bloco PR/PTdoB/PRP/PHS/PTC/PSL/PRTB. Foi titular da comissão de Viação e Transportes; da comissão destinada a trabalhar pelo projeto que obriga o Poder Executivo a elaborar e cumprir plano de metas; da comissão que acompanha os desdobramentos da grave situação vivenciada na reserva Suiá-Missú; e também foi titular na representação brasileira no [[Parlamento do Mercosul]]. Fagundes foi suplente na comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara.
 
Enquanto presidente da Frente Parlamentar pelo Aprimoramento da Justiça Brasileira atuou na criação de Vara Federal no município de Rondonópolis e também pressionou pela criação de comissão que discutirá as eleições diretas no Judiciário, primeiro passo para a escolha de magistrados de forma totalmente democrática. Além disso, foi autor de requerimento pela revisão do Código de Processo Penal. Em 2012 organizou o Seminário sobre Práticas Inovadoras no Judiciário, que trouxe soluções simples para grandes problemas do setor.
 
Após reavivar a Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem (Frenlog), da qual é presidente, organizou mesas redondas, audiências e simpósios, como por exemplo, o de Hidrovias, que serviu para definir diretrizes para a elaboração de plano estratégico de qualidade para o setor, além da desburocratização das licenças ambientais. Fagundes também possui atuação expressiva no Ministério dos Transportes. Desta forma, articulou a duplicação, manutenção e criação de trechos importantes para o Mato Grosso, como o caso das obras nas BRs 163, 174, 070 e 364.
 
O parlamentar contribuiu ativamente pela construção e implementação do Estatuto do Idoso. Além disso, entre os projetos de sua autoria, destacam-se a criação de estímulos à construção da casa própria, a Lei Geral dos Concursos Públicos, e a Proposta de Emenda Constitucional que retira os impostos dos remédios. Também relatou projetos importantes, como o Plano Nacional de Viação.
 
Desde 2009 ocupa a presidência regional do Partido da República em Mato Grosso.
 
No penúltimo pleito, Wellington sagrou-se novamente o deputado mais votado da história de Mato Grosso, com 145.460 votos. O que lhe rendeu o 10º lugar entre os deputados federais mais votados do país.
 
Em seus 24 anos como deputado federal (seis mandatos consecutivos), Wellington Fagundes foi vice-líder do bloco PSDB/PTB em 2001. Em 2004 foi também vice-líder, agora do bloco PL/PSL. Em 2012 foi vice-líder do bloco PR/PTdoB/PRP/PHS/PTC/PSL/PRTB. Desde 2009 ocupa
Nas últimas eleições, Wellington Fagundes foi candidato a Senador por Mato Grosso pela primeira vez (Partido da República), sendo eleito com 646.344 (48.19% dos votos válidos). 
Ema seuspresidência 24regional anosdo como[[Partido deputadoda federal (seis mandatos completos), Wellington Fagundes foi vice-líder do bloco PSDB/PTBRepública]] em 2001.[[Mato Em 2004 foi também vice-líder, agora do bloco PL/PSL. Em 2012 foi vice-líder do bloco PR/PTdoB/PRP/PHS/PTC/PSL/PRTBGrosso]]. FoiÉ titular da comissão de Viação e Transportes; da comissão destinada a trabalhar pelo projeto que obriga o Poder Executivo a elaborar e cumprir plano de metas; da comissão que acompanha os desdobramentos da grave situação vivenciada na reserva Suiá-Missú; e também foié titular na representação brasileira no [[Parlamento do Mercosul]]. Fagundes foi suplente na comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara.
<ref name="camara" />
 
{{referências}}
{{referências|refs = http://www.senado.leg.br/senadores/dinamico/paginst/senador1173a.asp}}
{{Senadores do Brasil}}