Diferenças entre edições de "Mitologia maia"

6 bytes adicionados ,  20h33min de 11 de março de 2015
m
Foram revertidas as edições de 200.164.154.91 para a última revisão de 189.39.64.254, de 21h48min de 24 de janeiro de 2015 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 200.164.154.91 para a última revisão de 189.39.64.254, de 21h48min de 24 de janeiro de 2015 (UTC))
== O Popol Vuh ==
{{AP|[[Popol Vuh]]}}
A história maia da criação dos povos[[quiché]] é o ''Popol Vuh''. Neste se descreve a criação do mundo a partir do nada pela vontade do panteão maia de deuses. O homem foi criado da lama sem muito sucesso, posteriormente se cria ao homem a partir de madeira com resultados igualmente infrutuosos, depois dos dois fracassos se cria o homem em uma terceira tentativa, esta ocasião a partir do milho e se lhe atribuem tarefas que elogiaram a deuses: [[ferraria|herrero]], cortador de gemas, [[talhador]] de pedras, etc. Alguns acham que os maias não apreciavam a arte por si mesmo, mas todos seus trabalhos eram para exaltação dos deuses.
 
Depois da história da criação, o ''Popol Vuh'' narra as aventuras dos heróis gêmeos legendários, [[Hunahpú]] e [[Ixbalanqué]], que consistiram em derrotar aos Senhores de Xibalbá, do mundo terrenal. Estes são dois pontos focais da mitologia [[maia]] e a miúdo se encontraram representados em arte.
186 462

edições