Ferida: diferenças entre revisões

3 bytes adicionados ,  20 de março de 2015
m (Removendo chaves obsoletas e correção da ortografia.)
Uma '''ferida''' é uma [[wikt:interrupção|interrupção]] na [[wikt:continuidade|continuidade]] de um [[tecido]] [[Corpo (anatomia)|corpóreo]]. Tal interrupção pode ser provocada por algum [[Traumatismo|trauma]], ou ainda ser desencadeada por uma [[wikt:afecção|afecção]] que acione as defesas do [[organismo]].
 
== Tipos de feridas: ==
 
'''Quanto à profundidade:'''
* Ferida causada por fatores endógenos: formatos diversos, a depender da patologia causadora das lesões. Variam de "rachaduras" em determinadas áreas de pele até lesões evolutivas que surgem como pequenos pontos avermelhados ou escurecidos e se desenvolvem em feridas de dificílima cicatrização. Algumas patologias que podem evoliur para feridas, com origem endógena: pênfigo, vasculites de etiologias diversas, psoríase, xeroderma pigmentosa ''etc''.
 
== Classificação das feridas: ==
* De acordo com a maneira como foram produzidas (cirúrgicas, contusas, laceradas, perfurantes);
* De acordo com o grau de contaminação (limpas, limpas contaminadas, contaminadas, infectadas);
* De acordo com o tempo de evolução: agudas e crônicas
 
== Tratamentos de feridas: ==
O tratamento de feridas deve ser individualizado para cada paciente, levando-se em conta a etiologia da ferida, a evolução do quadro até então, a existência de comorbidades no paciente, a ocorrência de fatores que impliquem alterações no prognóstico, as características físicas da ferida, a disponibilidade de recursos para tratamento da ferida, a contra-indicação (por alergia ou intolerância) de algum elemento empregável no tratamento da ferida e a própria possibilidade de o paciente viabilizar os tratamentos sugeridos ou propostos pelos profissionais de saúde que o tenham avaliado. Atualmente, a medicina conta com inúmeros tratamentos possíveis para diversos tipos de feridas em suas mais diversas evoluções possíveis. Dentre eles, podem-se citar:
* Curativos simples: empregáveis na maioria das feridas, têm seu efeito prático baseado na própria capacidade regenerativa do corpo humano (ou seja, a cicatrização espontânea) e sua eficácia aumentada por conceitos introduzidos por estudos médicos e biológicos (como o da higiene local, que aumenta a chance de não contaminação com subsequente evolução desfavorável;
Utilizador anónimo