Abrir menu principal

Alterações

1 036 bytes adicionados ,  17h33min de 2 de abril de 2015
sem resumo de edição
Na largada, Senna pulou adiante e trouxe Hill consigo, mas como o inglês rodou logo nos primeiros metros, caiu várias posições e assim permitiu a perseguição de Schumacher e Prost ao brasileiro da McLaren. Após superar Schumacher na décima terceira volta, o francês inicia uma perseguição a Senna até superá-lo na vigésima quarta volta, quando o alemão Schumacher chegou ao segundo lugar. Como os dois vice-líderes foram aos boxes logo a seguir, Prost ficou na pista por mais uma volta e trocou seus pneus sem perder a liderança e quando retornou ao asfalto tinha Ayrton Senna em segundo lugar e Michael Schumacher em terceiro, graças ao bom ''pit stop'' realizado pela McLaren.<ref name=FSP>{{citar web || url=http://www.folha.uol.com.br/ || titulo= ''Prost vence disputa de gigantes na África do Sul. Disponível na Folha de S. Paulo, 15/03/1993''|| acessodata=[[2 de abril]] de [[2015]]}}</ref>
 
Após retornarem dos boxes, a vantagem de Alain Prost sobre Ayrton Senna girava em torno de três segundos e essa margem subiu paulatinamente enquanto o brasileiro detinha cerca de meio segundo sobre Michael Schumacher na disputa pela segunda posição. O duelo entre Senna e o alemão terminou na altura da quadragésima volta quando o piloto da Benetton empreendeu uma tentativa de ultrapassagem cujo resultado foi um toque de rodas que o eliminou da prova, manobra cujo resultado prejudicou o germânico.<ref>{{citar web || url=http://www.folha.uol.com.br/ || titulo= ''Alemão sai da pista e dá queixa contra Senna. Disponível na Folha de S. Paulo, 15/03/1993''|| acessodata=[[2 de abril]] de [[2015]]}}</ref> Pouco depois [[Riccardo Patrese]] rodou enquanto ocupava a terceira posição herdada de seu companheiro de equipe. A saída do italiano legou a [[Mark Blundell]] o terceiro lugar mas, tão logo isso ocorreu, o inglês da Ligier tomou uma volta de Alain Prost, líder da prova com mais de meio minuto sobre Ayrton Senna.
 
Sem ninguém a persegui-lo de perto, Alain Prost seguiu na liderança e administrou sua vantagem a ponto de cruzar a linha de chegada com quase um minuto e vinte segundos de vantagem sobre Ayrton Senna, não obstante a chuva que caiu sobre [[Kyalami]] nas voltas finais. Foi a primeira dobradinha entre eles desde os [[Grande Prêmio dos Estados Unidos de 1991 (Fórmula 1)|Estados Unidos em 1991]] e a primeira vez que sobem juntos ao pódio desde a [[Grande Prêmio da Itália de 1991 (Fórmula 1)|Itália]] naquele mesmo ano.<ref>{{citar web || url=http://www.chicanef1.com/ || titulo= ChicaneF1.com: Results and Statistics|| acessodata=[[2 de abril]] de [[2015]]}}</ref> Além disso, Mark Blundell subiu pela primeira vez ao pódio enquanto [[Christian Fittipaldi]] foi o quarto colocado com uma menção honrosa a [[JJ Lehto|J. J. Lehto]] que pontuou na corrida de estreia da equipe [[Sauber]] na [[Fórmula 1]]. Mesmo parando a duas voltas do fim, [[Gerhard Berger]] ficou em sexto lugar com sua [[Scuderia Ferrari|Ferrari]].
 
== Classificação ==
28 524

edições