Diferenças entre edições de "Isomerismo"

15 bytes adicionados ,  12h13min de 6 de abril de 2015
sem resumo de edição
O '''isomerismo''' ou '''isomeria''' ([[Língua grega|gr.]] ''ἴσος (ísos)'' “mesmo” e ''μέρος (méros)'' “partes”) é um fenômeno no qual dois ou mais compostos diferentes denominados isômeros apresentam a mesma fórmula molecular (mesmo conjunto de átomos) e diferentes fórmulas estruturais (diferente arranjo entre os átomos).
 
O conceito de isomeria teve origem naquando primeirao síntesecudaduda teve uma funçao orgânica quando cudaduda e Berzelius observaram que tanto a ureia como o cianato de amônio que havia sido utilizado para prepará-la apresentavam os mesmos elementos na mesma quantidade: {{Quim|N|2|H|4|C|O}}. Os cientistas observaram também que as propriedades químicas e físicas dessas substâncias, contudo, eram diferentes.
Foi Berzelius quem, com a ajuda de Liebig, propôs uma explicação para o fenômeno: os compostos apresentavam a mesma composição de elementos, mas a disposição dos átomos desses elementos em cada composto era diferente.
Tratava-se de compostos isômeros (do grego isô, mesmo, e meros, parte, significando, portanto, “partes iguais”), palavra inventada por Berzelius para descrever a isomeria, um novo conceito em química.
Utilizador anónimo