Clave de dó: diferenças entre revisões

13 bytes removidos ,  21h46min de 10 de abril de 2015
m
Reversão de uma ou mais edições de 201.43.47.201 para a versão 40120660 de Yanguas (Não referenciou + erro ortográfico), com Reversão e avisos.
(Além do trombine tem o fagote para passagens mais agudas)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Reversão de uma ou mais edições de 201.43.47.201 para a versão 40120660 de Yanguas (Não referenciou + erro ortográfico), com Reversão e avisos.)
A '''clave de dó''', também chamada de '''mesoclave''', define a altura da nota '''[[dó]]''' e é indicada pelo centro da figura (o encontro entre os dois [[C|cês]] invertidos). Originalmente a clave de dó foi criada para representar as [[Voz humana|vozes humanas]]. Cada voz era escrita com a clave de dó em uma das linhas. O ''alto'' era representado com a clave na terceira linha, o ''tenor'' na quarta linha e o ''mezzo-soprano'' era representado com a clave de dó na segunda linha. Este uso se tornou cada vez menos frequente e esta [[clave]] foi substituída pelas de sol para as vozes mais agudas e a de fá para as mais graves.
 
Hoje em dia, a posição mais frequente é a mostrada na figura, com o dó na terceira linha, representando uma [[tessitura]] média, exatamente entre as de sol e fá. Um dos poucos instrumentos a utilizar esta clave na sua escrita normal é a [[viola (instrumento musical)|viola]]. Esta clave também pode aparecer ocasionalmente em passagens mais agudas do [[trombone]] e [[Fagote]]. Seu uso vocal ainda ocorre quando são utilizadas partituras antigas.
 
Sua origem é uma evolução da letra "C", e geralmente é indicada para guiar a pauta para instrumentos de sons médios, de [[Instrumentos de percussão|percussão]] e semi-agudo.<ref>[http://www.jazzbossa.com/teoria/aulas/10.pauta.html Teoria Musical, de Ricci Adams, Pauta, Claves e Linhas Suplementares]</ref>
784 209

edições