Abrir menu principal

Alterações

4 bytes adicionados ,  21h08min de 14 de abril de 2015
m
Reversão de uma ou mais edições de 187.86.225.51 para a versão 39860900 de Vitor Mazuco, com Reversão e avisos.
 
=== O movimento nas cidades ===
Os trabalhadores urbanos usaram a [[greve]] como instrumento de luta. Houve imensas greves em [[São Petersburgo]], imediatamente após o Domingo Sangrento. Mais de 400.000 trabalhadores estavam parados ao final de janeiro.
 
A ação rapidamente se alastrou para outros centros industriais na [[Polônia]], [[Finlândia]] e na costa [[Países Bálticos|báltica]]. Em [[Riga]] 80 militantes foram mortos em 13 de janeiro e alguns dias depois, em [[Varsóvia]], 100 grevistas foram alvejados nas ruas. Em fevereiro havia greves no Cáucaso e, em abril, nos [[Montes Urais|Urais]] e mesmo além. Em março todas as instituições acadêmicas foram obrigadas a fechar as portas pelo resto do ano, fazendo com que muitos estudantes radicais se juntassem aos trabalhadores grevistas. Uma greve dos ferroviários, no dia [[8 de outubro]], rapidamente se transformou em [[greve geral]], em São Petersburgo e em Moscou. A [[13 de Outubro]], mais de 2 milhões de trabalhadores estavam em greve e praticamente não havia mais estradas de ferro em funcionamento.
 
=== O soviéticos de São Petersburgo ===
A ideia de se criar conselhos operáriooperários (os '''[[soviete]]s'''), como forma de coordenar as várias greves, nasceu durante as reuniões de trabalhadores, no apartamento de [[Voline]] (que mais tarde tornar- se-ia um conhecido [[anarquismo|anarquista]]), no início do movimento de [[1905]]. Dessas reuniões nasceu o primeiro soviete de São Petersburgo, cujo primeiro presidente foi [[Khrustalyov-Nosar]], também conhecido como Georgy Nosar ou Pyotr Khrustalyov ([[1877]]-[[1918]]). Entretanto, suas atividades foram rapidamente paralisadas pela repressão do governo.
 
Mas durante a greve geral, o soviete voltou a funcionar e passou a ser conhecido como o '''Soviete de Representantes Operários'''. A reunião constituinte aconteceu em 13 de Outubro no prédio do Instituto Tecnológico de São Petersburgo e contou com quarenta representantes. O soviete chegou a ter de 400 a 500 membros, eleitos por aproximadamente 200.000 trabalhadores e representando cinco sindicatos e 96 fábricas da região.
82 146

edições