Sinal de relógio: diferenças entre revisões

7 bytes adicionados ,  12h23min de 15 de abril de 2015
sem resumo de edição
Em [[eletrônica]] e especialmente em [[circuito digital|circuitos digitais]] [[sincronização|síncronos]], o '''clock''' é um [[sinal]] usado para coordenar as ações de dois ou mais [[circuito eletrônico|circuitos eletrônicos]]. Um sinal de clock [[oscilação|oscila]] entre os estados alto e baixo, normalmente usando um ''[[duty cycle]]'' de 50%, e gerando uma [[onda quadrada]]. Circuitos que usam o sinal de clock para sincronização podem se tornar ativos no ápice, na queda ou em ambos os momentos do sinal de clock (por exemplo, uma [[DDR SDRAM]]).
 
==<p> Circuito Digital</p> ==
Maioria dos circuitos integrados (ICs) é de complexidade suficiente para utilizar um sinal de Clock, a fim de sincronizar as diferentes partes do circuito, de ciclo a uma taxa inferior do que as de pior caso atrasos de propagação interna. Em alguns casos, mais do que um ciclo de Clock é necessário para executar uma ação previsível. Como CIs-se mais complexo, o problema de fornecer Clocks precisos e sincronizados para todos os circuitos torna-se cada vez mais difícil. O exemplo mais proeminente das tais fichas de complexos é o microprocessador, o componente central de computadores modernos, que se baseia em um relógio a partir de um oscilador de cristal. As únicas exceções são os circuitos assíncronos, tais como CPUs assíncronas.