Diferenças entre edições de "Clorofórmio"

18 bytes adicionados ,  20h30min de 20 de abril de 2015
Melhoria de formatação da edição anterior.
(Adição de informações de danos à saúde e de referência a material técnico.)
(Melhoria de formatação da edição anterior.)
Pela sua propriedade característica de causar várias desordens coronárias, foi paulatinamente abandonado pelos médicos, substituindo-o por outros analgésicos mais eficazes.
 
Pode ser fatal se for aspirado ou inalado. Causa irritação à [[pele]], [[olho]]s e [[sistema respiratório|trato respiratório]]. Afeta o [[sistema nervoso central]], [[rins]], [[sistema cardiovascular]] e [[fígado]]. Pode causar [[cancro (tumor)|câncer]] dependendo do nível e duração de exposição. Segundo a Agência de Proteção Ambiental Americana (EPA) o clorofórmio está classificado no Grupo B2, como provável carcinogênico humano. A exposição prolongada pode causar hepatite e icterícia<ref>{{citar web|URL = http://www.epa.gov/airtoxics/hlthef/chlorofo.html|título = TóxicosAir doToxics ArWeb Site - Chloroform|data = |acessadoem = 20/04/2015|autor = EPA - Agência Americana de Proteção Ambiental|publicado = EPA - Agência Americana de Proteção Ambiental}}</ref>.
 
A Rainha [[Vitória do Reino Unido]] foi a primeira mulher a usá-lo para diminuir as dores do parto, o reutilizando-o no nascimento de sua última filha. Apesar de seus médicos não gostassem da alternativa, alegando que ia contra os ensinamentos da [[Bíblia]] e sobre as suas propriedades tóxicas.
Utilizador anónimo