Diferenças entre edições de "Biologia sistêmica"

Sem alteração do tamanho ,  18h10min de 28 de abril de 2015
m
(→‎Objetivos da Biologia Sistêmica: e atualização de links vermelhos)
Como destaca <ref>ALON, Uri. An Introduction to systems biology: design principles of biological circuits. Chapman & Hall/CRC, 2006.</ref>, biologia sistêmica busca alcançar certa similaridade ao pensamento da física, pensamento dedutivo, a biologia tradicional foi marcada por experimentos sem generalização; como exemplo alternativo, mas bastante próximo ver estudos em farmacocinética (''pharmacokinetics'') e farmacodinâmica (''pharmacodinamics'').
Exemplos de componentes que "interagem dinamicamente", interação necessariamente involveenvolve dinâmica, incluem: [[genes]], [[enzimas]] e metabólitos numa [[via metabólica]], ou mesmo receptores na superfície celular. Pode ser útil a ilustração de conceber a biologia sistêmica como a aplicação da [[teoria de sistemas]] à [[biologia]], algo que se deve manter atenção uma vez que biologia sistêmica possuem "movimentos" próprios. O conceito que certamente serviu como carro-chefe da biologia sistêmica foi o conceito de circuito genético <ref>C. J Myers, Engineering Genetic Circuits. Mathematical and computational biology series. Chapman and Hall Book, 2010. ISBN: 978–1–4200–8324–8.</ref>.
 
<!--
10 947

edições