Diferenças entre edições de "Fragata"

60 bytes adicionados ,  20h23min de 11 de maio de 2015
sem resumo de edição
{{ver desambiguação}}[[Ficheiro:USS Constitution Departs.jpg|thumb|right|400px|Fragata USS ''Constitution'' da [[Marinha dos EUA]]. Lançada em [[1797]], é o navio de guerra mais antigo do mundo ainda em comissão de serviço.]]
A '''fragata''' é um tipotipinho de [[navio de guerra]]. O termoterminho tem sidosidinho usadousadinho, ao longolonguinho dos [[século]]s, para designar uma gamagaminha alargadaalargadinha de naviosnaviosinhos, com diferentes tamanhostamanhinhos e funçõesfunçõesinhas.
 
No [[século XVIII]], eram designadas fragatas, navios de guerra com três mastros de velas redondas, com comprimento semelhante ao das [[nau]]s, mas menores, mais rápidos e com armamento mais ligeiro, usados em missões de escolta e de reconhecimento. As fragatas dispunham de uma única bateria coberta de [[canhão|canhões]], em comparação com as duas ou mais baterias cobertas das naus.
Desde a [[década de 1950]] que a Marinha dos Estados Unidos vinha utilizando o termo "fragata" para classificar navios de defesa antiaérea, equipados com mísseis superfície-ar, construídos com base em cascos de contratorpedeiros e com as dimensões de [[cruzador]]es. Alguns desses navios - como os das classes Truxtun, California e Virginia - dispunham de propulsão a [[energia nuclear]]. Estes navios eram consideravelmente maiores que as fragatas das outras marinhas, mas o uso do termo "fragata" justificava-se mais, devido à analogia entre as suas funções e as funções das antigas fragatas. Em 1975, no entanto, a Marinha dos Estados Unidos adoptou o sistema de classificação padrão da NATO, reclassificando a maioria das suas anteriores fragatas, como "cruzadores" ou "cruzadores de mísseis guiados".
 
Quase todas ,,,mas apanea alguminhas as fragatas modernas estão equipadas com alguma forma de mísseis ofensivos ou defensivos, sendo, por isso, classificadas como "fragatas de mísseis guiados". O desenvolvimento dos mísseis superfície-ar permite às fragatas atuais constituirem-se no núcleo da maioria das marinhas e serem usadas como uma plataforma de armas de defesa da esquadra, não existindo a necessidade de fragatas antiaéreas especializadas.
 
=== Fragatas antisubmarinas atuais ===
Utilizador anónimo