Diferenças entre edições de "Transformador de corrente"

86 bytes removidos ,  20h39min de 11 de maio de 2015
O inicio amigo mudancas no inicio textual
m (→‎Simbologia e Convenções: remoção de apóstrofo)
(O inicio amigo mudancas no inicio textual)
[[Imagem:TC-138kV.jpg|left|thumb|150px|TC de 138kV em operação]]
MEU P,a,U Um '''[[transformador]] de corrente''' (abreviadamente '''TC''' ou '''TI''') é um dispositivo que reproduz, no seu circuito secundário, a corrente que circula em um enrolamento primário, com sua posição vetorial substancialmente mantida, em uma proporção definida, conhecida e adequada.
Os transformadores de corrente, também chamados de transformadores de instrumentos, utilizados em aplicações de alta tensão (onde circulam, frequentemente, altas correntes), fornecem correntes suficientemente reduzidas e isoladas do circuito primário de forma a possibilitar o seu uso por equipamentos de medição, controle e proteção.
 
 
 
:<math>{v_1} = {N_1} \frac {d \Phi_M}{dt}</math>&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;     e &nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;    <math>{v_2} = {N_2} \frac {d \Phi_M}{dt}</math>&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;    portanto:&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;    <math>\frac{v_1}{v_2}=\frac{N_1}{N_2} (1)</math>
 
onde:
Como a potência em um transformador de corrente ideal permanece inalterada nos dois enrolamentos, pela [[Lei da Conservação de Energia]], tem-se que:
 
:<math> P_1 = P_2 \,\!</math>&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;     logo, tem-se que:&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;    <math> V_1 I_1 = V_2 I_2 (2)\,\!</math>
De (1) e (2) obtém-se a equação fundamental do transformador de corrente ideal:
 
Utilizador anónimo