Batalha das Malvinas: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
(complemento do artigo)
Para a Batalha da Malvinas, o plano de ataque de Spee, exigia que o Gneisenai e o Nürnberg seguissem para Port Stanley no meio da manhã para dar cobertura aos destacamentos que desembarcariam, a fim de destruir a estação de rádio sem fio e outras instalações navais, enquanto outros três cruzadores alemães forneceriam apoio de artilharia adicional a certa distância.
A esquadra de Spee então se aproximou de Port Stanley, supondo que o mesmo estava vazio, ao constatar que não era o caso, cancelou os desembarques e ordenou imediatamente que a esquadra se reagrupasse no mar, mas não antes que do Scharnhorst tivesse efetuado os primeiros disparos da batalha, tendo como alvo o Canopus a uma distância de 12.800 metros. Quando ficou claro que a Força Britânica incluía dois Cruzadores de Batalha, Spee decidiu fugir em vez de lutar.
 
Com esta retirada o comandante da armada inglesa Almirante Sturdee, empreendeu uma caçada aos alemães com toda a sua esquadra, exceto o Canopus que continuou protegendo Port Stanley. Navegando na direção sudeste a partir das Malvinas, os navios alemães foram perdendo a dianteira para os [[cruzador|cruzadores]] britânicos mais rápidos.
 
2 039

edições