Diferenças entre edições de "Crucifixo"

18 bytes removidos ,  00h41min de 29 de maio de 2015
m
Foram revertidas as edições de 201.37.162.206 para a última revisão de 179.221.98.96, de 14h00min de 25 de maio de 2015 (UTC)
Etiquetas: Editor Visual Possível conteúdo ofensivo
m (Foram revertidas as edições de 201.37.162.206 para a última revisão de 179.221.98.96, de 14h00min de 25 de maio de 2015 (UTC))
Embora a [[Cruz cristã|cruz]] seja, atualmente, o simbolo mais comum do [[cristianismo]], no [[século I]] ela não era particularmente associada com a religião, só assumindo um lugar de destaque como tal durante o [[século II]]<ref>[http://www.ccel.org/fathers2/ANF-04/anf04-34.htm Como é indicado nos argumentos anti-cristãos citados por ''Octavius'']</ref><ref>The Worship of the Dead (London, 1904), by Colonel J. Garnier, p. 226.</ref>, até o [[século III]] a cruz seria tão estreitamente associada ao cristianismo, que [[Tertuliano]] designou os cristãos como ''crucis religiosi'', ou seja "devotos da Cruz."<ref>[http://www.newadvent.org/fathers/0301.htm ''Apology''., chapter xvi.]</ref> De acordo com a [[tradição cristã]], a cruz é uma referência à [[crucifixão]] de [[Jesus]], e o crucifixo é a sua referência mais imediata.
 
No entanto, devido à natureza altamente ambígua dos termos [[Língua grega|gregos]] utilizados na [[Bíblia]] para se referir à sua ''crucifixão'', já se levantou a hipótese de Jesus ter sido ''pregado a uma árvore'' e ''pregado a um poste de madeira'', ambos métodos comuns de "crucifixão" no [[Império Romano]], e também empalado, enforcado e estrangulado. bilada surra de pau mole
 
==Visão Protestante==
75 897

edições