Diferenças entre edições de "Código de Manu"

12 bytes removidos ,  22h01min de 31 de maio de 2015
Ajustes
(Inclusão de link para 'hinduísmo')
(Ajustes)
{{Sem-fontes|data=abril de 2011| angola=| arte=| Brasil=| ciência=| geografia=| música=| Portugal=| sociedade=|1=|2=|3=|4=|5=|6=}}
'''O Código de Manu''' (do [[sânscrito]].... मनुस्मृति, "''Manu Smriti''") é parte de uma coleção de [[bramanismo|livros bramânicos]], enfeixados em quatro compêndios: o ''[[Mahabharata]]'', o ''[[Ramayana]]'', os ''[[Puranas]]'' e as ''Leis Escritas de Manu''. Inscrito em [[sânscrito]], constitui-se na legislação do mundo indiano e estabelece o sistema de castas na sociedade [[Hinduísmo|Hindu]]. Redigido entre os séculos [[séculos II a.C.|II a.C.]] e [[século II d.C.|II d.C.]] em forma poética e imaginosa, as regras no Código de Manu são expostas em versos. Cada regra consta de dois versos cuja metrificaçãométrica, segundo os indianos, teria sido inventada por um santo eremita chamado Valmiki, em torno do ano 1500 a.C.
 
Existem estudos indicando que originalmente o Código era composto por mais de cem mil dísticos (grupo de dois versos) e que, através de manipulações e cortes feitos em épocas diferentes, tenham sido reduzidas para tornar menos cansativa a leitura integral do texto; nas edições hoje conhecidas constam 2.685 dísticos distribuídos em doze livros.
Segundo o código os sacerdotes ou [[brâmanes]] ocupavam uma [[casta]] superior na hierarquia social. O Código de Manu indica que, ao longo de sua vida, ele poderia passar por quatro fases diferentes, chamadas [[ashramas]], começando na infância, quando se tornavam estudantes religiosos, passando pela vida de chefe de família, depois pela de eremita na floresta e, por fim, de renunciante, quando a pessoa vaguearia sempre, sem ter residência ou bens, esforçando-se continuamente para vivenciar a realidade absoluta ou [[Brahman]] e atingir a libertação espiritual, [[moksha]].<ref>MARTINS, Roberto de Andrade. [https://www.academia.edu/3802010/A_vida_sagrada_os_quatro_estagios_asramas_da_vida_dos_brahma_as._MARTINS_Roberto_de_Andrade A vida sagrada: os quatro estágios (āśramas) da vida dos brāhmaṇas]. Pp. 65-100, in: GNERRE, Maria Lucia Abaurre; POSSEBON, Fabricio (orgs.). ''Cultura oriental. Filosofia, língua e crença''. Vol. 2. João Pessoa: Editora Universitária UFPB, 2012.</ref>
 
Neste código há uma série de idéiasideias sobre valores, tais como: Verdade, Justiça e Respeito. Os dados processuais que versam sobre a credibilidade dos testemunhos atribuem validade diferente à palavra dos homens, conforme às castas que pertencem.
 
Como no exemplo:
* Dos deveres da mulher e do marido – artigo 45: "uma mulher está sob a guarda de seu pai durante a infância, sob a guarda do deu marido durante a juventude, sob a guarda de seus filhos em sua velhice; ela não deve jamais conduzir-se à sua vontade".
 
É interessante completar que apesar do rigor moral, convencionalizadoconvencionado por ser oriundo do espírito dogmático da cultura sacerdotal, há inserção no código de disposições 'inusitadas' para os padrões ocidentais, que versam sobre a falta de descendentes. Os artigos 471 e 472, autorizavam o [[conúbio]] (ligação) da esposa com um cunhado ou com um outro parente, desde que o reprodutor a procurasse, discretamente, à noite.
 
== Livros ==
* Livro Décimo - Regula a hierarquia das classes sociais, a possibilidade do matrimônio e os direitos que têm os filhos nascidos durante sua vigência e estabelece normas de conduta para aqueles que não conseguem, por contingências adversas, viver segundo as prescrições e as exigências de sua própria casta.
* Livro Décimo Primeiro – Enumera uma longa série de pecados e faltas e estabelece as penitências e os meios para se redimir.
* Livro Décimo Segundo - Enfoca a recompensa suprema das ações humanas. Aquele que faz o bem terá o bem eterno nas várias transmigrações de sua alma; o que faz o mal receberá a devida punição nas futuras encarnações. As transmigrações da alma são detalhadamente previstas e descritas. Tanto em bem quanto em mal, até que a alma chegue à perfeita purificação e, em conseqüênciaconsequência, possa ser reabsorvida por Brahma.
 
== Ligações externas ==