Bolo: diferenças entre revisões

1 byte adicionado ,  19h18min de 5 de junho de 2015
→‎História: confecção
m (Reversão de uma ou mais edições de 186.233.62.0 para a versão 41871144 de HVL (Ninguém se importa), com Reversão e avisos.)
(→‎História: confecção)
 
== História ==
Acredita-se que a confeçãoconfecção de bolos exista desde o [[Egito Antigo]] na forma de [[Pão|pães]] adoçados com [[xarope]] de frutas, [[tâmara]]s, [[passa]]s. Os antigos [[Grécia Antiga|gregos]] e [[Roma Antiga|romanos]] o aperfeiçoaram, [[Nero]], por exemplo, os apreciava. A real diferença entre pães e bolos só veio a ser caracterizada durante o [[Renascimento]]. A denominação teria vindo de [[bola]] e os bolos teriam formas associadas a [[lua]], a [[cone]].
 
O primeiro bolo alto, de andares, teria sido feito para o casamento de [[Catarina de Médici]] com [[Henrique II da França]] em 1533. Em 1568 na [[Alemanha]], no casamento de Guilherme da [[Baviera]] com Renata de [[Lorena (França)]], o bolo tinha mais de 3 metros da altura e dele saiu Ferdinando da [[Áustria]]<ref>”História das Artes Manuais” – Christopher Weigel (1698)</ref>.No reinado da Rainha [[Vitória I do Reino Unido]] houve muitas festa com bolos de até 200&nbsp;kg com dois metros de altura.<ref>”Revista Gosto” Nº 12 (julho 2010) pg. 108 – Editora Isabella – J.A. Dias Lopes</ref>
Utilizador anónimo