Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 21h20min de 14 de junho de 2015
Ajustes
|conhecido_por ={{nowrap|[[Diagramas de Feynman]]}}, {{nowrap|[[ponto de Feynman]]}}, {{nowrap|[[fórmula de Feynman–Kac]]}}, {{nowrap|[[aspersor de Feynman]]}}, {{nowrap|[[teorema de Hellmann–Feynman]]}}, {{nowrap|[[parametrização de Feynman]]}}
|influenciado =
|premio ={{nowrap|[[Prêmio Albert Einstein]] (1954)}}, {{nowrap|[[Prêmio Ernest Orlando Lawrence]] (1962)}}, {{nowrap|[[Imagem:Nobel prize medal.svg|20px]] [[Nobel de Física]] (1965)}}, {{nowrap|[[Medalha Oersted]] (1972)}}, {{nowrap|[[Medalha de Ouro Internacional Niels Bohr]] (1973)}}, {{nowrap|[[Medalha Nacional de Ciências]] (1979)}}
|conjuge =
|religiao =
|notas =
}}
'''Richard Philips Feynman''' ([[Nova Iorque]], [[{{dtlink|lang=br|11 de maio]] de [[|5|1918]]}} — [[Los Angeles]], [[{{dtlink|lang=br|15 de fevereiro]] de [[|2|1988]]}}) foi um renomado [[Física|físico]] [[Estados Unidos|norte-americano]] do [[século XX]], um dos pioneiros da [[eletrodinâmica quântica]], e [[Nobel de Física]] de 1965.
 
== Biografia ==
Nasceu em [[Nova Iorque]] e cresceu em [[Far Rockaway]]. Desde criança demonstrava facilidade com ciências e matemática. Cursou física no [[Instituto de Tecnologia de Massachusetts]] onde, graças a [[John Clarke Slater]], [[Julius Adams Stratton]] e [[Philip McCord Morse]], além de outros professores, era devidamente conceituado.
 
Também trabalhou na [[superfluidez]] do hélio líquido.
 
== Experiência no Brasil ==
No começo da década de 1950, Feynman se interessa pela América do Sul e foi lecionar como convidado de [[Jayme Tiomno]] no [[Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas]] no Rio de Janeiro. Entre 1951 e 1952, Feynman passou vários meses no Brasil e sua estada é relatada no capítulo "O americano, outra vez!" do seu Livro “O senhor está brincando, Sr. Feynman!”. Entre outros assuntos descreve sua divertida experiência com o povo brasileiro, com a língua portuguesa e com a música ([[Instrumento de percussão|percussão]] e [[samba]]). No final do capítulo se utilizou da experiência que teve com seus alunos e suas falhas durante o aprendizado para fazer uma crítica ao método de aprendizado por meio da memorização mecânica em vez de usar o raciocínio.
 
== Cultura popular ==
No filme para TV da [[British Broadcasting Corporation|BBC]]
[[The Challenger|Ônibus Espacial Challenger]],ele foi interpretado por [[William Hurt]] <ref>http://www.imdb.com/title/tt2421662/</ref>
 
== Leitura ==
* Livro: "O senhor está brincando, Sr. Feynman!"; Richard P. Feynman; tradução do original em inglês, "[[Surely You're Joking, Mr. Feynman!]]", publicado no Brasil pela Editora Elsevier; Rio de Janeiro; 2006.
* Livro: "O Arco-iris de Feynman"; Leonard Mlodinow, publicado no Brasil pela Editora Sextante; 2005
* Livro: "Física em 12 Lições : Fáceis e Não tão Fáceis"; Richard P. Feynman.
 
;em Portugal, escritos por Richard Feynman
* Livro: "O que é uma lei física?", Gradiva.
* Livro: "Uma tarde com o senhor Feynman", Gradiva.
* Livro: "O prazer da descoberta", Gradiva.
* Livro: "O Significado de Tudo", Gradiva.
* Livro: "QED", Gradiva.
* Livro: "Nem sempre a brincar, Sr. Feynman", Gradiva.
* Livro: "Deve estar a brincar, Sr. Feynman!", Gradiva.
 
{{Referências}}
*{{Link|en|2=http://www.osti.gov/accomplishments/feynman.html|3=Biografia e fontes bibliográficas}}
*{{Link|en|2=http://openlibrary.org/authors/OL35793A/Richard_Phillips_Feynman|3=Publicações de Richard Feynman}} na [[Open Library]] em [[Internet Archive]]
 
 
{{Começa caixa}}
|wikiquote=Richard Feynman
}}
 
{{Controle de autoridade}}
 
{{DEFAULTSORT:Feynman, Richard}}