Diferenças entre edições de "Mecanismos de enfrentamento"

8 bytes removidos ,  17h19min de 24 de junho de 2015
Reversão de vandalismo
m (A migrar 2 interwikis, agora providenciados por Wikidata em d:Q1759895)
(Reversão de vandalismo)
O coping focalizado no problema pode ser dirigido para uma fonte externa como tomar medicamentos ou dirigido internamente geralmente como ao fazer uma reestruturação cognitiva para encarar o problema de uma forma mais adaptativa. <ref>ANTONIAZZI, Adriane Scomazzon; DELL'AGLIO, Débora Dalbosco and BANDEIRA, Denise Ruschel. O conceito de coping: uma revisão teórica. Estud. psicol. (Natal) [online]. 1998, vol.3, n.2 [cited 2010-09-08], pp. 273-294 . Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-294X1998000200006&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1413-294X. doi: 10.1590/S1413-294X1998000200006.</ref>
 
==Coping em crianças adultas==
 
Um estudo demonstrou que crianças de 7 a 10 anos utilizam mais as estratégias de [[inação]] e busca de apoio, enquanto que o grupo de 11 a 15 anos utilizam mais estratégias objetivas e funcionais focalizadas no problema. Diante de adultos, foram mais freqüentes as estratégias de [[evitação]], aceitação e expressão emocional, enquanto que diante de outras crianças foram mais utilizadas reação agressiva e busca de apoio.<ref>DELL'AGLIO, Débora Dalbosco and HUTZ, Cláudio Simon. Estratégias de Coping de Crianças e Adolescentes em Eventos Estressantes com Pares e com Adultos. Psicol. USP [online]. 2002, vol.13, n.2 [cited 2010-09-08], pp. 203-225 . Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642002000200012&lng=en&nrm=iso>. ISSN 0103-6564. doi: 10.1590/S0103-65642002000200012.</ref>
Utilizador anónimo