Diferenças entre edições de "Parasita"

843 bytes adicionados ,  18h55min de 24 de junho de 2015
m
Foram revertidas as edições de 191.188.9.162 para a última revisão de Rui Silva, de 15h16min de 20 de abril de 2015 (UTC)
Etiquetas: Editor Visual Remoção considerável de conteúdo
m (Foram revertidas as edições de 191.188.9.162 para a última revisão de Rui Silva, de 15h16min de 20 de abril de 2015 (UTC))
 
Os parasitas mais comuns são: os [[vírus]], as [[bactéria]]s, os [[verme]]s, os [[artrópode]]s e os [[protozoário]]s
 
==Adaptações do parasita==
As adaptações ao parasitismo podem chegar à redução ou mesmo desaparecimento de praticamente todos os [[Órgão (anatomia)|órgãos]], com excepção dos órgãos da [[alimentação]] e os [[reprodução|reprodutores]], como acontece com as [[ténia]]s e [[lombriga]]s.
 
Alguns parasitas são de tal forma modificados que se torna difícil associá-los a espécies afins que têm vida livre, como acontece com muitos [[crustáceo]]s como, por exemplo, o [[rizocéfalo]]).
 
Um outro caso de adaptação relaciona-se com a sua forma de disseminação: nos casos do [[plasmódio]] da [[malária]] ou da [[bilhárzia]], a [[reprodução sexuada]] não se dá dentro do hospedeiro, mas sim dentro doutra espécie, que pode servir apenas de [[vector (parasita)|vector]] para a [[infecção]] de outro hospedeiro.
 
{{referências}}
64 334

edições