Abrir menu principal

Alterações

3 bytes removidos, 14h59min de 4 de julho de 2015
sem resumo de edição
| projecto = Brasil
}}
'''Marinor Jorge Brito dos Santos''' ([[Alenquer (Pará)|Alenquer]], [[7 de março]] de [[1959]]) é uma [[sindicalista]], [[professora]] e [[política]] [[brasil]]eira filiada ao [[Partido Socialismo e Liberdade]] (P-SOLPSOL).
 
Marinor elegeu-se [[Senado Federal do Brasil|senadora]] pelo P-SOLPSOL do [[Pará]], em [[2010]].<ref name="feminismo.org.br">{{citar web |url=http://www.feminismo.org.br/livre/index.php?option=com_content&view=article&id=2298:marinor-brito-eleitaq-senadora-no-para&catid=58:violencia&Itemid=386.shtml |obra= |titulo=Marinor Brito eleita senadora do Pará |publicado=Feminismo.org.br |autor= |data=4 de outubro de 2010 |acessodata=4 de outubro de 2010}}</ref> Mas devido ao entendimento do [[Supremo Tribunal Federal|STF]] de que a lei ''[[Ficha Limpa]]'' não teria poder retroativo, perdeu seu [[mandato]] de senadora em favor de [[Jader Barbalho]] ([[Partido do Movimento Democrático Brasileiro|PMDB]]). Jader fora o candidato mais votado nas eleições mas havia sido impedido de assumir pela impugnação de sua chapa, posteriormente revertida.
 
Eleita [[vereador]]a de [[Belém (Pará)|Belém]]–PA, a vereadora mais votada da cidade com 21.723 votos (2,88% do total de votos válidos), mais do que o dobro de votos do 2° colocado.
Professora do ensino médio, Marinor começou sua vida política no [[Partido dos Trabalhadores|PT]] ao ser eleita [[vereador]]a de Belém em [[1996]], sendo reeleita em [[2000]] e [[2004]].
 
Em [[2005]], junto do ex-prefeito de Belém, [[Edmilson Rodrigues]], e de outros políticos, filiou-se ao P-SOLPSOL. No ano seguinte, candidatou-se sem sucesso ao cargo de [[deputada estadual]].
 
No ano de [[2008]], ficou em penúltimo lugar na disputa pela prefeitura de Belém já pelo PSOL com 14.750 votos – o equivalente a 2,03% dos votos válidos.
Utilizador anónimo