Diferenças entre edições de "Cidadela do Capitolino"

1 byte adicionado ,  00h31min de 7 de julho de 2015
sem resumo de edição
[[Imagem:Aracoeli-fachada.jpg|thumb|[[Santa Maria em Aracoeli]] e o [[Monumento a Vítor Emanuel II da Itália|Monumento a Vítor Emanuel]]]]
 
A '''Cidadela do Capitolino''' ou '''Cidadela Capitolina''' ({{langx|la|''Arx Capitolina''}}), por vezes somente referida como '''Cidadela''', é a porção setentrional do [[Monte Capitolino]], que mantinha-se separada da porção sul, o Capitólio propriamente, por uma depressão ([[Asilo (Capitólio)|Asilo]]). Cobre uma área de 1 [[hectare]] e têm uma altura de 49 metros acima do nível do mar. Apesar da ausência de uma guarnição permanecente, serviu como [[cidadela]] de [[Roma]] após a cidade ter-se expandido suficientemente para incluir os [[Monte Quirinal|montes Quirinal]] e [[Viminal]], tendo ela mantido esta função militar até ao menos o {{séc|I}}. Inicialmente sentinelas foram dispostas sobre a cidadela com a função de erguer um [[vexilo]] vermelho ({{langx|la|''vexillum russi coloris''}}) caso algum inimigo se aproximasse.
 
Diz-se que [[Tito Lívio]] teria habitado-a, assim como [[Marco Mânlio Capitolino (cônsul em 392 a.C.)|Marco Mânlio Capitolino]], cuja casa fora destruída em {{AC|384|x}}, quando o [[Senado romano|senado]] decretou que, doravante, nenhum patrício deveria habitar sobre a cidadela ou o Capitólio. No sítio desta residência, [[Marco Fúrio Camilo]] erigiu o [[Templo de Juno Moneta]] em {{AC|344|x}}. Provavelmente o [[Templo da Concórdia]], dedicado em {{AC|217|x}}, também fora edificado aqui, assim como outros dois, o de [[Templo de Vejove|Vejove]] e o da [[Tempo da Honra e Virtude|Honra e Virtude]]. Nenhum outro edifício público é registrado sobre a cidadela, embora sabe-se que no canto nordeste estava o [[Auguráculo]], um espaço aberto onde os [[áugure]]s tomavam suas observações.