Abrir menu principal

Alterações

4 bytes adicionados, 13h39min de 7 de julho de 2015
sem resumo de edição
Os perigos dos explosivos são muito variados e podem até levar a morte, caracterizando em queimaduras, lacerações e até mutilações.
Os cuidados devem ser dobrados para que não ocorram acidentes graves.
Enquanto ao adulto antes de utilizar o brinquedo comprado olhar sempre as dicas que vem nos fogos e procurar usausá-los adequadamente para que não venha causar danos em seu corpo ou até mesmo levá-los a morte.
A LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990, conhecida como Estatuto da Criança e do Adolescente, proíbe a venda fogos de estampido e de artifício, exceto aqueles que pelo seu reduzido potencial sejam incapazes de provocar qualquer dano físico em caso de utilização indevida à qualquer criança ou ao adolescente (artigo 81, inciso IV).
E ainda: tipifica como crime "Vender, fornecer ainda que gratuitamente ou entregar, de qualquer forma, a criança ou adolescente fogos de estampido ou de artifício, exceto aqueles que, pelo seu reduzido potencial, sejam incapazes de provocar qualquer dano físico em caso de utilização indevida" - prevendo, neste caso, pena de detenção de seis meses a dois anos, e multa (artigo 244) (fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069compilado.htm )
 
=== Produção ===
O [[Brasil]] é o segundo maior produtor mundial de fogos de artifício, atrás apenas da China.<ref>[http://www.portalarcos.com.br/noticia/127/A-greve-no-setor-de-fogos-de-artificio-continua-em-Santo-Antonio-do-Monte Portal Arcos: Greve no setor de fogos continua em Santo Antônio do Monte]</ref> O município de [[Santo Antônio do Monte]] na região Centro-Oeste de [[Minas Gerais]] é o maior pólopolo de produção do país. Santo Antônio do Monte produz e desenvolve fogos de artifício desde as matérias-primas de base, executando vários processos produtivos até o produto final. Santo Antônio do Monte é responsável por aproximadamente 51% da produção brasileira de fogos de artifício.
 
=== Rojões ===
{{principal|Rojão}}
[[Ficheiro:Handwrist.jpg|thumb|290px|Ainda que o uso de '''fogos de artifício''' seja responsável por inúmeros acidentes todos os anos, como no caso do [[raio-xX]] desta mão perdida por um deles, celebrações esportivas e religiosas ainda os utilizam como forma de mostrar à comunidade sua exaltação.]]
Os '''rojões''' são um tipo de fogo de artifício que possui uma quantidade maior de pólvora, no qual o efeito sonoro da explosão se destaque em relação ao efeito luminoso. Perigosos,<ref>[http://www.correiodoestado.com.br/?conteudo=noticia_detalhe&idNoticia=41394 Correio do Estado: Corpo de Bombeiros alerta para o uso de fogos de artifícios]</ref><ref>[http://www.clicrbs.com.br/especial/sc/jsc/19,0,2542051,Justica-nega-antecipacao-de-indenizacao-a-jovem-atingida-por-rojao-em-Barra-Velha.html Justiça nega antecipação de indenização a jovem atingida por rojão em Barra Velha]</ref> esses fogos de artifício ainda são às vezes utilizados como armas,<ref>[http://www.conjur.com.br/2009-mai-26/stf-nega-liberdade-acusado-tentativa-homicidio-racismo Consultor Jurídico: STF nega liberdade a skinhead acusado de racismo]</ref> seja nas notórias guerras de rojões, entre torcidas rivais,<ref>[http://tribunadonorte.com.br/noticias/110749.html Tribuna do Norte: Torcedores do Fortaleza são presos com drogas, bombas e arma]</ref> seja através de disparos do alto de edifícios.<ref>[http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1199426-5605,00-PREDIO+DE+ONDE+ROJAO+FOI+JOGADO+APOS+PARADA+GAY+E+IDENTIFICADO.html G1: Prédio de onde rojão foi jogado após Parada Gay é identificado]</ref> Dados do Ministério da Saúde de 2001, indicam que 471 crianças perderam suas vidas devido as queimaduras e, durante as festas juninas e comemorações de final de ano, o número de atendimentos a queimados costuma dobrar. Ainda assim, no Brasil, são bastante comuns em partidas de [[futebol]] e celebrações religiosas, como as festas em homenagem a [[Santo Antônio]], no mês de junho.
 
 
=== História ===
A história da pirotecnia provavelmente iniciou-se na [[Ásia]], já na [[Pré-História]]. Mas, seguramente, podemos afirmar que a [[pólvora]] foi fabricada pela primeira vez, por acaso, na [[China]] há cerca de 2000 anos. Um alquimista chinês juntou acidentalmente [[salitre]] (nitrato de potássio), [[enxofre]], [[carvão]] e aqueceu a mistura. Esta mistura secou como um pó negro, floculante, que quando queimado apresentava grande desprendimento de fumaça e chamas. Tal produto recebeu o nome de ''huo yao'' ("fogo químico") e posteriormente ficou conhecido como pólvora.
A pólvora foi empregada como projéteis explosivos em armas elementares de bambu e de ferro, semelhantes a flechas, desde o ano de 1304. Para fins pacíficos, ela somente começou a ser utilizada nos fins do século XVII em minerações e construção de estradas.
O "fogo químico" foi o único explosivo utilizado até o século XIX, quando surgiram a [[nitroglicerina]] e a [[dinamite]].