Abrir menu principal

Alterações

2 bytes adicionados ,  16h07min de 14 de julho de 2015
m
sem resumo de edição
::"O Garagem Hermética não foi só um bar; foi um vulcão com lavas incandescentes que nos presenteou com nosso melhor e nosso pior, na condição de artistas inquietos e malucos. Éramos pura poesia; poesia sublime e poesia dos calabouços. Éramos pura beleza; beleza mágica e beleza das trevas. O Garagem nos fez desbravadores de um espaço além mídia, além conformismo, além comercial de margarina. Foi lá que revolucionamos e nos revolucionamos, nos pensamentos e nas atitudes, dando a cara a tapa sempre. Lá, no meio daquelas paredes inadequadas, fomos deuses, visionários e pessoas comuns".<ref name="Garagem"/>
 
Na sua fase de apogeu ali surgiriam ou fariam importantes shows bandas que se destacaram na cena sulina, como [[Cachorro Grande]], [[Júpiter Maçã]], [[Graforréia Xilarmônica]], [[Ultramen]] e [[Space Rave]],<ref name="Senhor F"/><ref name="Lerina">Lerina, Roger. [http://wp.clicrbs.com.br/blogerlerina/2014/05/03/memorias-hermeticas/?topo=13,1,1,,,13 "Memórias herméticas"]. ''Zero Hora'', 03/05/2014</ref> e ali foram lançados a [[fita demo]] da [[Aristóteles de Ananias Jr.]],<ref>"Gomes, Marco Pinho. "A maluquice do Aristóteles em K-7". ''Zero Hora'', 28/09/1993</ref> na opinião do músico e historiador [[Arthur de Faria]] uma produção "excepcional" da "experiência musical mais radical feita em música popular nestas terras",<ref>Faria, Arthur de. ''Um Século de Música no Rio Grande do Sul''. Porto Alegre: CEEE, 2001</ref> e o disco ''[[A Sétima Efervescência]]'',<ref name="Culturíssima"/> de Júpiter Maçã, um dos mais emblemáticos álbuns do rock gaúcho e incluído na lista dos 100 melhores discos da [[música brasileira]] da revista ''[[Rolling Stone]]'',<ref>[http://rollingstone.uol.com.br/listas/os-100-maiores-discos-da-musica-brasileira/bi-setima-efervescenciai-jupiter-maca-1996-antidotob/ "Os 100 maiores discos da música brasileira"]. ''Rolling Stone'', s/d.</ref> que segundo o autor foi concebido exatamente em função do bar: "Eu estava muito entusiasmado e contagiado pelo clima do ''early'' Garagem Hermética e pelas garotas, pela simpatia dos rapazes. Acabei me tornando uma espécie de ícone pra aquela turma. Posso dizer que praticamente fiz o disco para aquela turma".<ref>Bonfim, Leonardo. [http://noize.com.br/entrevista-jupiter-maca-passa-a-carreira-a-limpo/ "Entrevista – Júpiter Maçã passa a carreira a limpor"]. ''Noize'', 21/08/20099</ref>
 
Leo Felipe e Ricardo Kudla comandaram o bar até 2000, quando o venderam. Foi então reformado, e permaneceu em atividade até 2013, mas nesta segunda etapa ele já havia perdido boa parte do seu antigo apelo.<ref name="Garagem"/><ref name="UNISINOS"/>
 
Logo após sua formatura no Jornalismo passou a apresentar o programa ''Radar'' da [[TV Educativa]] do Rio Grande do Sul, dirigindo-o por por oito anos, da mesma maneira dando espaço para a produção emergente e alternativa da cena musical gaúcha. Enquanto isso, entre 2006 e 2009 foi curador do projeto ''República do Rock'' promovido pela Coordenação de Música da Secretaria Municipal de Cultura, e passou a se interessar mais fortemente pelas artes visuais, que admirava desde a juventude.<ref name="Culturíssima"/><ref name="Ecarta"/>
 
Ao deixar a TVE em 2011, foi convidado pela [[Fundação Ecarta]] para assumir a gerência e a curadoria da sua galeria de arte, imediatamente expandindo suas atividades e projetando o nome do espaço,<ref name="Culturíssima"/> que em 2012 recebeu o ''[[Prêmio Açorianos]]'' na categoria Destaque Espaço Institucional de Divulgação Cultural.<ref>[http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smc/default.php?reg=21&p_secao=180 "Premiados no VI Açorianos de Artes Plásticas"]. Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre</ref><ref name="Ecarta"/> Integrou em 2011 o conselho curatorial da ''Casa M'', projeto da 8ª [[Bienal do Mercosul]], fez da parte da comissão de seleção do ''Prêmio IEAVI'', mantido pelo [[Instituto Estadual de Artes Visuais]],<ref name="Ecarta">Fundação Ecarta. [http://www.fundacaoecarta.org.br/galeria/curriculos/leoo.html ''Leo Felipe'']. </ref><ref>[http://www.cultura.rs.gov.br/v2/2013/09/eduardo-veras-leo-felipe-e-ana-baldisserotto-assinam-curadoria-de-exposicoes-do-ieavi/ "Eduardo Veras, Léo Felipe e Ana Baldisserotto assinam curadoria do IEAVi"]. Assessoria de Comunicação da Casa de Cultura Mario Quintana, 24/09/2013</ref> é diretor da rádio [[Mínima FM]], onde apresenta o programa ''Elefante'', voltado a uma programação cultural, com música e entrevistas,<ref name="Culturíssima"/><ref name="Ecarta"/> ministra palestras e seminários e faz curadorias independentes, entre outros projetos.<ref>Maya, Bruno. [http://cineesquemanovo.org/2014/leo-felipe-ministra-o-quinto-seminario-do-cen-2011/ "Leo Felipe ministra o quinto seminário do CEN 2011"]. Cine Esquema Novo, 2011</ref><ref>[http://mundocult.com.br/projeto-urbe-na-casa-de-cultura-mario-quintana/ "Projeto URBE na Casa de Cultura Mário Quintana"]. ''Mundo Cult'', 25/09/2014</ref><ref>[http://www.rockgaucho.com.br/noticias/diego-medina-ex-video-hits-leva-seu-mundo-psicodelico-ao-museu-do-trabalho.html "Diego Medina (ex-Video Hits) leva seu mundo psicodélico ao Museu do Trabalho"]. ''Rock Gaúcho'', 19/02/2015</ref><ref>Galeria Arte&Fato. "O Texto de Leo Felipe". Disponível em [<nowiki>http://artefatogaleria.blogspot.com.br/2015/04/o-texto-de-leo-felipe.html</nowiki>]</ref><ref>[http://feest.com.br/bate-papo-caminhos-do-rock-com-os-jornalistas-daniel-soares-e-leo-felipe-projeto-republica-do-rock-especial-dia-mundial-do-rock-porto-alegre-rs-14-07 "Batepapo Caminhos do Rock, com os jornalistas Daniel Soares e Leo Felipe Projeto República do Rock Especial Dia Mundial do Rock"]. ''Feest'', jul/2013</ref><ref>Sarau Elétrico. [http://www.saraueletrico.com.br/edicoes.php ''Edições anteriores''].</ref><ref>[http://www.ccmq.com.br/2014/04/semana-da-cultura-do-rs-no-uruguai-abre-com-artes-visuais/ "Semana da Cultura do RS no Uruguai abre com Artes Visuais"]. Casa da Cultura Mario Quintana, s/d.</ref> É também conhecido [[DJ]], há mais de dez anos produtor e animador da festa ''Pulp Friction'', que ocorre uma vez por mês no [[Bar Ocidente]] e já se tornou tradicional na noite porto-alegrense.<ref name="Cadernos"/><ref>[http://www.maisportoalegre.com/sabado-tem-pulp-friction-no-ocidente/ "Sábado tem Pulp Friction no Ocidente"]. ''Mais Porto Alegre'', 11/07/2014</ref><ref>Brigatti, Gustavo. [http://zh.clicrbs.com.br/rs/entretenimento/noticia/2013/09/baladas-se-firmam-na-noite-de-porto-alegre-com-personalidade-e-publico-fiel-4260341.html "Baladas se firmam na noite de Porto Alegre com personalidade e público fiel"]. ''Zero Hora'', 06/09/2013</ref>