Abrir menu principal

Alterações

1 byte removido, 00h36min de 31 de julho de 2015
m
Foram revertidas as edições de 187.60.32.138 para a última revisão de Salebot, de 21h58min de 9 de julho de 2015 (UTC)
{{revisão}}
[[Ficheiro:MendenhallGlacierAlaska.jpg|right|thumb|250px|[[Glaciar]] no [[Alasca]].]]
O termo '''era do gelo''' (também '''idade do gelo''', '''período glacial''' ou '''era glacial''') é utilizado para designar um período geológico de longa duração de diminuição da temperatura na superfície e atmosfera [[Terra|terrestres]], resultando na expansão dos [[manto de gelo|mantos de gelo]] continentais e polares bem como dos [[glaciar]]es alpinos. Ao longo de uma era do gelo prolongada ocorrem períodos com clima extra frio designados [[glaciação|glaciações]]. Em termos [[Glaciologia|glaciológicos]], o termo ''era do gelo'' implica a presença de extensos [[manto de gelo|mantos de gelo]] tanto no hemisfério norte como no hemisfério sul,<ref>J. Imbrie and K.P.Imbrie, ''Ice Ages: Solving the Mystery'' (Short Hills NJ: Enslow Publishers) 1979.</ref> e segundo esta definição encontramo-nos ainda numa era do gelo (pois tanto o [[Manto de gelo da Gronelândia|manto de gelo da Groenlândia]] como o [[Manto de gelo da Antárctida Ocidental|manto de gelo antártico]] ainda existem).<ref>J. Gribbin, ''Future weather'' (New York: Penguin) 1982.</ref>
 
Coloquialmente, quando se fala dos últimos milhões de anos, ''"a"'' era do gelo refere-se ao mais recente período mais frio com extensos mantos de gelo sobre a [[América do Norte]] e [[Eurásia]]: neste sentido, a [[último período glacial|era do gelo mais recente]] atingiu o seu ponto alto durante o [[último máximo glacial]] há cerca de 20 000 anos.