Abrir menu principal

Alterações

1 222 bytes adicionados, 11h19min de 7 de agosto de 2015
sem resumo de edição
|coloristas=[[John Higgins]] (original)<br />Brian Bolland (Edição de Luxo)
}}
'''''Batman: The Killing Joke''''' é um romance gráfico de ''[[one-shot]]'' escrito pelo autor [[Alan Moore]] e desenhado por [[Brian Bolland]]. Foi publicado pela primeira vez nos [[Estados Unidos]] pela [[DC Comics]] em 1988, e desde então tem sido sempre reeditado. A acção de ''Batman: The Killing Joke'' decorre na cidade fictícia de [[Gotham City|Gotham]], e dá uma história de origem para o [[Joker (DC Comics)|Joker]], um super-vilão já estabelecido na banda desenhada. Descreve-o como um comediante falhado que concorda em ajudar um grupo de criminosos e é impedido pelo super-herói [[Batman]] antes de ficar desfigurado; como resultado fica louco e abraça a sua ''[[persona]]'' de super-vilão.
'''''Batman: The Killing Joke''''' (no [[Brasil]]: '''''Batman: A Piada Mortal''''') é uma [[história em quadrinhos]] em edição única, escrita por [[Alan Moore]] e desenhada por [[Brian Bolland]], publicada pela [[DC Comics]] em [[1988]].
 
Criada como a versão de Moore sobre a psicologia e a fonte do Joker,<ref name="Will"/> a história tornou-se famosa pela origem do Joker como um personagem [[Tragédia|trágico]]; um homem de família que falhou como comediante e que "um mau dia" o levou à loucura. Os efeitos da história na continuidade do Batman inclui ainda o tiroteio e paralisia de [[Barbara Gordon]] (também conhecida como [[Batgirl]]), um evento que criou as fundações para o desenvolvimento da identidade da [[Barbara Gordon|Oracle]].
Ela conta mais uma versão pra origem do Coringa, o arqui-inimigo do Batman. Apesar do Coringa prosseguir sem uma origem definida, esta acabou se tornando a versão mais aceita e respeitada pelos leitores.
 
Muitos críticos consideram ''Batman: The Killing Joke'' a história definitiva do Joker e uma das melhores de sempre do Batman. ganhou o prémio [[List of Eisner Award winners#Best Graphic Album|Eisner Award]] para 'Melhor Álbum Gráfico' em 1989 e apareceu na lista dos mais vendidos do ''The New York Times'' em Maio de 2009. Em 2006, ''The Killing Joke'' foi re-imprimido como parte de ''[[DC Universe: The Stories of Alan Moore]]''. Em 2008, a DC Comics voltou a fazê-lo numa edição de luxor, com novo colorido de Bolland, com uma paleta de cores mais sombria, realista e moderada do que a original. Vários elementos de ''The Killing Joke'' inspiraram e foram incorporados noutros media relacionados com Batman, como filmes e videojogos.
Em [[2008]] foi relançada em uma edição com capa dura.<ref>[http://www.dccomics.com/graphic_novels/?gn=8745 ''Batman: The Killing Joke'', deluxe ed.] (New York: DC Comics, 2008).</ref> Essa nova edição de luxo recebeu uma nova coloração, pelo próprio Brian Bolland, dando mais sombreamento e realismo.
 
== Sinopse ==